Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O pior Benfica de sempre

Cinco jogos para a Liga dos Campeões, cinco derrotas, doze golos sofridos e um marcado. As estatísticas do Benfica falam por si, falam de uma crise. Com a derrota em Moscovo, os encarnados consolidaram o estatuto de pior cabeça de série de sempre

Expresso

MAXIM SHIPENKOV

Partilhar

Algo está errado dentro do Benfica esta época.

Faltam jogadores e soluções, já se disse. Rui Vitória tenta fazer o seu melhor - mas não há milagres. A posição que o Benfica ocupa no campeonato é sintoma deste problema. Mais: não fosse o caso de o FC Porto estar limitado quanto à contratação de jogadores e o Sporting ainda não ter afinado o seu futebol, a situação podia, na verdade, ser muito pior.

Só que ao nível europeu os sinais de crise no Benfica são ainda mais evidentes: na quarta-feira, os encarnados perderam por 2-0 com o CSKA Moscovo, consumando a quinta derrota seguida para a Liga dos Campeões. Foi-se o sonho da Liga Europa.

Em cinco jogos, as águias só marcaram um golo, sofreram doze. Estes resultados, queira-se ou não, fazem mossa no ego da equipa.

De nada adiantou as palavras de incentivo de Mourinho à equipa e o desejo que os encarnados fossem à Liga Europa. Nem isso vai acontecer - tornou-se matematicamente impossível.

Com esta última derrota em Moscovo, os encarnados não só consolidaram o estatuto de pior cabeça de série de sempre, como conquistaram o título de equipa portuguesa com menos golos marcados nas cinco primeiras jornadas da Champions.

Ao sofrer doze golos, o Benfica igualou o seu pior registo defensivo de sempre na maior competição europeia de clubes. Pior: caso não vença o Basileia no último jogo do grupo, irá ocupar o lugar do Sporting com pior prestação na prova- na época 2000/01 os leões só somaram dois pontos.