Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Frederico Morais está contente pelo “ano cheio” na estreia no circuito mundial de surf

Prestes a regressar a Portugal para “descansar umas semanas”, antes de voltar ao trabalho para “começar a preparar a próxima época com a garra toda”, 'Kikas' manifestou-se feliz pelo 2017 “cheio de bons momentos, de novas experiências e de sensações muito fortes”

Lusa

Pedro Mestre/ANSurfistas

Partilhar

O surfista português Frederico Morais, que este ano se estreou no circuito mundial de surf, disse hoje que a primeira experiência foi “um ano cheio” e do qual vai guardar “ótimas recordações”.

“Chega ao fim o meu primeiro ano de ‘World Tour’ e, em jeito de balanço, acho que foi um ano cheio”, escreveu o português, na sua página na rede social Facebook.

O surfista luso foi eliminado no domingo da 11.ª e última etapa do circuito, em Oahu, no Havai, na segunda ronda, numa prova que decide o campeão mundial, entre John John Florence (Havai) e Gabriel Medina (Brasil).

Prestes a regressar a Portugal para “descansar umas semanas”, antes de voltar ao trabalho para “começar a preparar a próxima época com a garra toda”, 'Kikas' manifestou-se feliz pelo 2017 “cheio de bons momentos, de novas experiências e de sensações muito fortes”.

“Foi, acima de tudo, um ano de aprendizagem do qual vou guardar ótimas recordações e também algumas lições”, apontou, agradecendo ainda o apoio dos adeptos.

Numa temporada em que ficou perto da pontuação do melhor ‘rookie’ do ano, o australiano Connor O’Leary, a melhor prestação do ano veio na sexta etapa, em Jeffreys Bay, na África do Sul, quando o português terminou a prova em segundo lugar.