Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Treinar o Benfica ou o Sporting? “O profissionalismo não ultrapassa a paixão que tenho pelo FC Porto”, diz Villas-Boas

O treinador português até pode estar sem clube, depois de ter abandonado o Shanghai SIPG, mas um regresso a terras lusa está fora dos seus planos

Expresso

Aly Song

Partilhar

Ser treinador do Benfica ou Sporting? Nunca.

“O profissionalismo não ultrapassa a paixão que tenho pelo FC Porto”, confessou André Villas-Boas, ex-treinador dos dragões, em entrevista ao “Jogo” esta terça-feira.

O treinador português até pode estar sem clube, depois de ter abandonado o Shanghai SIPG, mas um regresso a terras lusa está fora dos seus planos. O FC Porto vive um bom momento - ou seja, os seus serviços não são necessários.

“O FC Porto encontra-se num momento ótimo e desejo que mantenha esse momento até ao fim. A equipa é bem organizada, bem treinada. O Sérgio [conceição] enfrentou uma série de dificuldades e fez valer alguns jogadores dados quase como dispensados e tirar o máximo deles. Tem muito mérito e acho que está a fazer um ótimo trabalho”, disse.

Segundo Villas-Boas, depois de participar no rally Dakar, a sua “ideia é voltar à Europa, para um dos campeonatos mais fortes”.

“Obviamente não quero voltar a Portugal, porque ainda não tenho esse objetivo em mente. Espanha, Itália, Alemanha ou França são campeonatos que gostava de experimentar. Há contactos… propostas ainda não”, disse.