Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Pedro Guerra: “Se calhar o Sporting gostaria de ser ele a nomear os árbitros e videoárbitros para os seus jogos”

Segundo Guerra, os leões não querem que Jorge Sousa oriente o clássico agendado para o dia 3 de janeiro

Expresso

Tiago Miranda

Partilhar

O dérbi entre o Benfica e o Sporting está por dias e a polémica sobre a arbitragem já regressou.

Pedro Guerra, o comentador desportivo do Benfica que vive no epicentro do caso dos e-mails, acusou, esta quarta-feira, o Sporting de tentar condicionar a escolha da equipa de arbitragem para o jogo entre as duas equipas.

“O Sporting continua com a sua política de coação, de intimidação e a tentar passar a imagem de que não quer determinado árbitro. O Sporting já está a jogar tudo. A informação que tenho é que o Sporting está a passar um veto a Jorge Sousa e não quer que Jorge Sousa apite o jogo do dérbi”, atirou, em declarações à “BenficaTV”.

Segundo Guerra, os leões não querem que Jorge Sousa oriente a partida.

“Não sabemos, como é evidente, quem será o árbitro para o dérbi. Mas estamos a falar do melhor árbitro português, o melhor classificado da época passada, e isto é inacreditável. É uma forma de condicionamento do Conselho de Arbitragem. Fica aqui muito claro quem é que anda a semear a confusão e os problemas no futebol português”, defendeu.

“Se calhar o Sporting gostaria de ser ele a nomear os árbitros e videoárbitros para os seus jogos. A mensagem que se está a passar é que o Sporting não quer Jorge Sousa. Isto tem de ser denunciado. (…) É intolerável que estejam a tentar condicionar”, concluiu.