Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Ronaldo acusa Fisco espanhol de estar a ser tratado pior... que Messi

A defesa do internacional português enviou uma carta um ao Tribunal de Primeira Instância de Pozuelo de Alarcón em que compara o tratamento dispensado a si e a Messi, quando este foi alvo de um processo do Fisco espanhol

Expresso

© Eric Gaillard / Reuters

Partilhar

Nem na hora em que se sente perseguido, Cristiano Ronaldo se esquece do seu principal rival: Messi.

Segundo o “El Mundo” esta quarta-feira, a defesa do internacional português enviou uma carta um ao Tribunal de Primeira Instância de Pozuelo de Alarcón em que compara o tratamento dispensado a si e a Messi, quando este foi alvo de um processo do Fisco espanhol.

Para CR7, estão a ser aplicados diferentes - o que é injusto.

“A posição da Secretaria Nacional de Fiscalidade Internacional contrasta com a própria Agência Tributária e com a juridisção penal com um pressuposto de contratos praticamente idênticos aos de Cristiano Ronaldo”, lê-se na carta de Jose Antonio Choclán, advogado de Ronaldo, publicada pelo matutino espanhol.

De acordo com a defesa de Ronaldo, “Messi era residente em Espanha” e, por isso, “não podia aplicar o regime de trabalhador deslocados de Espanha do Imposto da Renda e das Pessoas Físicas (IRPF), como ocorre no seu caso”.

Mais: a defesa de Cristiano Ronaldo terá defendido que “Messi estava sujeto ao IRPF e não podia optar ser tratado como um não residente”.