Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O futuro de Alexis Sánchez estava escrito nos milhões do United, não do City

Ao que tudo indica, o internacional chileno vai tornar-se o futebolista mais bem pago da Premier League: vai ganhar 19 milhões de euros por ano

Expresso

Sanchez (extremo, Arsenal)

Michael Steele

Partilhar

Alexis Sánchez é (ou era) um dos jogadores mais cobiçados da Premier League.

Ao nível oficial, o atacante chileno continua a pertencer ao plantel de Arsenal, mas ao nível noticioso a sua mudança para Old Trafford é dada por muitos desportivos como certa - o que é uma surpresa, tendo em conta o Sánchez esteve mesmo perto de se mudar para o Manchester City, já no verão passado, e não o United de Mourinho.

No final, conta o “Guardian” esta segunda-feira, foram os milhões que falaram mais alto: o City de Guardiola recusou-se a pagar o pretendido pelo avançado e pelo seu representante, Fernando Felicevich.

O internacional chileno, devido a estar em final de contrato com os ‘gunners’, exigiu um prémio de assinatura exorbitante. Os ‘blues’ foram até aos 22,5 milhões de euros, mas rejeitaram ir mais longe do que este valor.

O United, por sua vez, abriu os cordões à bolsa: irá pagar 39,25 milhões de euros ao Arsenal pelo atacante, mais o valor exigido de prémio de assinatura.

De acordo com o “Daily Mail”, os ‘red devils’ asseguraram a contratação de Alexis Sánchez graças a um salário que colocará o chileno como o futebolista mais bem pago da Premier League: vai ganhar 19 milhões de euros por ano.