Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O United perdeu e Mourinho arrasou... o United

O Manchester United, equipa orientada pelo técnico português, perdeu na quarta-feira à noite por 2-0 com o Tottenham

Expresso

LINDSEY PARNABY

Partilhar

Há perder e perder, e José Mourinho não gosta de perder. Muito menos quando não houve mérito da equipa adversária, mas só erros crassos dos seus jogadores.

O Manchester United, equipa orientada pelo técnico português, perdeu na quarta-feira à noite por 2-0 com o Tottenham, acabando assim com uma série de cinco vitórias consecutivas e ficando a 15 pontos do primeiro classificado da Premier League, o Manchester City.

Aos 15 segundos de jogo, Eriksen marcou um golo graças a vários erros da defesa dos red devils; depois, já perto da meia-hora de jogo, Phil Jones marcou um auto-golo. E assim se perdeu um jogo de forma “ridícula”, disse Mourinho aos jornalistas, no final do encontro.

Depois do apito final, José Mourinho não poupou nas críticas à forma como a sua equipa se apresentou em campo.“Não me parece normal sofrer um golo como sofremos aos 15 segundos. Logo depois do apito inicial, é ridículo. Esse golo teve uma grande influência no jogo, porque o Tottenham pôde jogar como gosta”, disse.

“Ambos os golos foram ridículos. O primeiro é uma soma de erros, apesar de tudo ter acontecido tão rápido. Os meus jogadores viram o pontapé de saída do Tottenham muitas vezes. Foi um golo muito mau. Depois do primeiro golo, a equipa teve uma boa reação. Estivemos lá e tentámos criar. O segundo golo não é ridículo, mas azarado”, afirmou.