Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fraude fiscal. Alexis Sánchez condenado a 16 meses de prisão com pena suspensa

O internacional chileno reconheceu ter cometido fraude fiscal nos anos de 2012 e 2013 e devolveu a totalidade do valor, acrescido de juros

Lusa

Sanchez (extremo, Arsenal)

Michael Steele

Partilhar

O futebolista chileno Alexis Sánchez chegou a acordo para cumprir 16 meses de prisão, com pena suspensa por dois anos, por fraude fiscal no valor de um milhão de euros, relativa ao período em que jogava no Barcelona.

Segundo o acordo alcançado entre Alexis Sánchez e a Autoridade Tributária e o Ministério Público espanhóis, citado hoje pela Efe, o internacional chileno reconheceu ter cometido fraude fiscal nos anos de 2012 e 2013 e devolveu a totalidade do valor, acrescido de juros.

O avançado, que integra agora o plantel do Manchester United, treinado pelo português José Mourinho, explicou ao juiz titular do processo a forma como simulou a concessão de direitos de imagem a duas empresas estrangeiras das quais era proprietário, com o objetivo de evitar pagar impostos.