Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Ex-presidente do Sporting: “Bruno de Carvalho é comparável a Trump”

Questionado se existe alguma solução para a presidência do Sporting, caso BdC acabe por sair, José Roquette, ex-líder do clube, confessou não ver nenhuma. “Há sempre à volta deste tipo de líderes alguma desertificação”, disse

Expresso

Bruno de Carvalho é presidente do Sporting desde 2013

José Carlos Carvalho

Partilhar

Lidam mal com a crítica, dizem tudo o que lhes vem à cabeça, gostam de ser o centro das atenções. Eis algumas semelhanças entre Bruno de Carvalho, atual presidente do Sporting, e Donald Trump, líder polémico dos EUA, segundo José Roquette, ex-presidente dos leões, em entrevista ao “Público” e à “Renascença” esta quinta-feira.

“Os líderes do populismo têm essa característica comum. Convivem muito, muito mal [com a crítica]. Aliás, se vir o que acontece com o sr Trump todos os dias, são os sujeitos que dizem amen é que estão lá ao pé. Os que levantam questões…”, afirmou José Roquette.

Mais: o tipo de liderança e personalidade de Bruno de Carvalho é comparável ao de Donald Trump. “Acho que sim, em alguma medida é. Também precisa de ter o apoio, também precisa de... só que Donald Trump tem outros controlos - que é o que me parece que na próxima AG possa estar em causa”, atirou.

Lembremos que esta não é a primeira vez que o nome do presidente leonino e o do EUA aparecem juntos na mesma frase. A comparação entre o estilo de BdC e Trump já tinha sido feita há alguns meses pelo “The Independent”.

José Roquette

José Roquette

João Carlos Santos

A propósito da Assembleia Geral do Sporting marcada para este fim-de-semana, Roquette disse que gostaria que a votação dos novos estatutos fosse “adiada”, mas pensa que tal não acontecerá. “Tenho receio que não vá a tempo, pela forma como foi extremado. Atenção: no sábado não vai haver uma eleição, é mais um referendo. Pode ser mais uma relegitimação do poder”, disse.

Questionado se existe alguma solução para a presidência do Sporting, caso BdC acabe por sair, Roquette confessou não ver nenhuma. “Há sempre à volta deste tipo de líderes alguma desertificação. Mas há uma coisa que não posso, de forma nenhuma, aceitar: é que as soluções para o Sporting sejam só uma pessoa”, disse.