Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Boicote. Fernando Mendes foi chamado traidor e ameaçado, BdC disse que “não se acreditava que havia pessoas que fizessem isso”

Fernando Mendes, antigo jogador do Sporting e comentador desportivo na CMTV, revelou na terça-feira à noite que nos últimos dias foi alvo de ameaças por parte de “fanáticos sportinguistas”

Expresso

ANTÓNIO PEDRO FERREIRA

Partilhar

Fernando Mendes, antigo jogador do Sporting e comentador desportivo na CMTV, revelou na terça-feira à noite que, depois do apelo de boicote aos meios de comunicação generalistas lançado por Bruno de Carvalho na Assembleia Geral do clube de Alvalade, foi alvo de ameaças por parte de “fanáticos sportinguistas”.

“Começo a ser confrontado com alguns fanáticos sportinguistas a acusarem-me de que se continuar no programa sou um traidor. Isto custou-me. Jogo-me para o chão por aquele clube, jogo-me para o chão sei lá… porque é a minha convicção. É o meu clube, é o clube que eu adoro”, começou por dizer o comentador desportivo.

“[Recebi mensagens] a chamarem-me traidor, Judas, se não sair da CMTV. Se me virem em Alvalade, dão-me um enxerto de porrada. Mas a que ponto isto chegou! Isto foi uma das coisas que falei ao presidente”, revelou Fernando Mendes, a propósito do encontro que BdC teve com os comentadores afetos ao clube esta semana.

“O presidente é do Sporting desde pequenino, eu sou do Sporting desde que nasci. O meu pai era sportinguista, a minha mãe era sportinguista e eu vesti aquela camisola, ao contrário de muita gente”, atirou.

Segundo Fernando Mendes, Bruno de Carvalho, no encontro com os comentadores, disse que “não se acreditava que havia pessoas que fizessem isso”.