Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Caso dos emails: FC Porto vai recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Segundo Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos dragões, “está a ser violado o interesse público que a matéria [dos emails] encerra”

Expresso

Partilhar

Apesar da decisão do Tribunal da Relação do Porto, os dragões não aceitam ficar calados.

O FC Porto vai recorrer para o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos da decisão judicial que impede o clube de divulgar mais emails do Benfica, sob pena de pagar 200 mil euros por cada mensagem revelada, anunciou Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos dragões, no Porto Canal, na terça-feira à noite.

Segundo o responsável portista, “está a ser violado o interesse público que a matéria [dos emails] encerra”.

“Todos sabemos que há vários casos na história das sociedades ocidentais conhecidos através da divulgação de matéria classificada, como foram os casos do Wikileaks e o escândalo dos Panamá Papers. Tem sido a forma de descobrir práticas irregulares, como é também o caso do escândalo dos emails, o maior escândalo da história do futebol português. Ele originou a abertura de uma investigação por corrupção ativa e passiva e provocou buscas. O FC Porto aceita a sentença e não vai andar a saber se os juízes são portistas, benfiquistas e sportinguistas”, disse.