Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Relatório do Tondela-Sporting vale processo a João Capela. É que Murilo é brasileiro, mas o árbitro escreveu que foi insultado em espanhol

No relatório do jogo, Capela escreveu que Murilo, extremo do Tondela, chamou-o de “ hijo de p***”. Esta informação caiu com surpresa no clube beirão, pois o insulto não parecia ter vindo do Murilo, já que o jogador é brasileiro e não fala espanhol

Expresso

O árbitro João Capela

NurPhoto

Partilhar

Além das falhas que já eram públicas (Duarte Gomes explicou-as AQUI), a arbitragem de João Capela na partida entre o Tondela e o Sporting parece ter tido ainda mais problemas, pós-jogo.

O relatório que João Capela assinou no final do encontro tinha um erro grave, conta o “Record” esta quarta-feira. Tão grave que agora o árbitro da AF Lisboa viu ser-lhe instaurado um processo disciplinar por decisão de José Manuel Meirim, presidente do Conselho de Disciplina da FPF.

Em causa está a expulsão de Murilo, extremo do Tondela. De acordo com o relatório, o jogador terá insultado Capela dizendo-lhe que era uma “vergonha” e chamando-o de “hijo de p***”.

Esta informação caiu com surpresa no Tondela, pois o insulto não parecia ter vindo do Murilo, já que o jogador é brasileiro e não fala espanhol.

Já na altura do jogo, Vítor Ramos, diretor desportivo dos beirões, suspeitou de um erro no relatório. “O Murilo é brasileiro, não fala espanhol, muito menos insulta em espanhol. Nunca jogou noutros países que não Brasil e Portugal", comentou.