Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Quaresma: “Estou confiante que este ano o campeonato é do FC Porto”

Segundo Ricardo Quaresma, pode-se criticar a maneira de Bruno de Carvalho falar ou a forma como entra em guerras, mas a verdade é só uma: “ele mudou muito o Sporting e a mentalidade dos sportinguistas”

Expresso

Miguel Vidal

Partilhar

Em vésperas de clássico entre o FC Porto e o Sporting, Quaresma, jogador do Besiktas mas já que alinhou pelas duas equipas no passado, traça logo um prognóstico para o final de época: os dragões serão campeões, disse, em entrevista ao “Jogo” esta quinta-feira.

Isto porque, diz, o “FC Porto está a voltar a ser o que era”. “Assim esperava, pelo que conheço do Sérgio Conceição. É boa pessoa, grande profissional, sempre frontal e direto. Sabe o que significam o clube e a cidade; isso nota-se e é algo engraçado. A equipa que ele tem era quase a do ano passado. Ele limpou a cabeça a muito jogador. Foi buscar o Marega e o Aboubakar”, disse Quaresma.

De acordo com o internacional português, Sérgio Conceição contribuiu em muito para o recuperar da mística do FC Porto. “Quando o treinador vai com o jogador até à morte, este joga o que sabe e não sabe, vai-lhe sair tudo bem. Há que bater palmas ao Sérgio Conceição, Repito: Ele limpou a cabeça daqueles jogadores. Estou confiante que este ano o campeonato é nosso. Não acredito no contrário”, afirmou.

Sporting, Jesus e Bruno de Carvalho

Na mesma entrevista ao “Jogo”, Quaresma revelou que foi abordado “recentemente” pelo Sporting para regressar a Portugal, teceu elogios às mudanças que Bruno de Carvalho trouxe à equipa leonina e confessou um grande “carinho” pelo clube em que se formou.

“Houve conversas. Agradeço muito o respeito e o carinho demonstrados pelo presidente Bruno de Carvalho para comigo. Não revelo o teor dessas conversas, mas elas existiram. Houve o desejo de que eu voltasse, mas eu estou bem na Turquia e sabia que o Besiktas não me ia deixar fosse para onde fosse. No entanto, gostei da maneira como Bruno de Carvalho falou comigo e o tempo que investiu em mim. Entendeu que não era possível”, disse o extremo.

Segundo Quaresma, pode-se criticar a maneira de Bruno de Carvalho falar ou a forma como entra em guerras, mas a verdade é só uma: “ele mudou muito o Sporting e a mentalidade dos sportinguistas. O Sporting era o clube do deixa andar – sempre foi assim”.

“Agora, o Sporting está diferente, sim: os adeptos metem mais pressão, exigem mais dos jogadores e o estádio está sempre cheio. Tudo isso é graças a Bruno de Carvalho e ao grande treinador que tem. Eles chamam os sportinguistas”, disse.