Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno Costa Carvalho exige demissão imediata de Luís Filipe Vieira

O antigo candidato à presidência do Benfica publicou um comunicado no “Facebook” em que pede “benfiquismo e dignidade”, após a série de “trapalhadas e confusões jurídicas” que vieram a público com o caso 'e-toupeira'

Expresso

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

Partilhar

Bruno Costa Carvalho, candidato derrotado nas eleições para a presidência do Benfica em 2010, veio até às redes sociais esta quarta-feira exigir a demissão imediata de Luís Filipe Vieira, devido ao surgimento do processo “e-toupeira”.

Na manhã de hoje, o candidato publicou um comunicado extenso no “Facebook” em que pede “benfiquismo e dignidade”, após a série de “trapalhadas e confusões jurídicas” que vieram a público e que considera serem “absolutamente humilhantes para qualquer benfiquista”.

“Ninguém com bom senso confia em nenhum destes senhores. Imaginem o que diriam se isto se passasse com dirigentes de um clube rival… Está na hora de todos se demitirem. Está na hora desta direção se demitir. Está na hora de renovar o Benfica”, atirou.

Ainda no mesmo texto, o empresário deixou uma mensagem para a equipa encarnada e Rui Vitória.

“Esperemos que isto afete o menos possível o grupo. Rui Vitória tem a missão de unir o grupo, conduzir os seus homens e vencer pelo Benfica. Os jogadores têm a obrigação de jogar com tudo o que têm e vencer pelo Benfica. Estão todos no clube, são todos profissionais, e contamos com isso mesmo: com o profissionalismo. Levem-nos ao penta, pois a parte desportiva não tem nada a ver com estas trapalhadas jurídicas. Os benfiquistas merecem o penta”, sublinhou.