Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Júlio César saiu do Benfica por problemas internos: não percebeu a titularidade de Svilar

Passados quatro meses, Júlio César, em entrevista ao diário italiano “Gazzetta dello Sport”, revelou o porquê de ter abandonado a equipa de Rui Vitória a meio da época

Expresso

Maurizio Lagana/Getty

Partilhar

Em novembro, a saída de Júlio César do Benfica apanhou muitos comentadores de surpresa, apesar de ser conhecida a necessidade da equipa encarnada emagrecer o plantel. O guarda-redes brasileiro já tinha há muitos anos um lugar cativo no Benfica, o carinho dos adeptos garantido.

Passados quatro meses, Júlio César, em entrevista ao diário italiano “Gazzetta dello Sport”, revelou o porquê de ter abandonado a equipa de Rui Vitória a meio da época. “Por problemas internos, que deixo de lado, perdi a minha motivação e preferi rescindir contrato”, disse o internacional brasileiro de 38 anos.

Por “problemas internos” entenda-se a surpresa da perda de titularidade para Mile Svilar, guarda-redes vindo do Anderlecht chegado a Lisboa no último verão, escreve o “Record” esta quarta-feira.

Depois de ter começado a época lesionado, Júlio César entrou em apenas cinco jogos - Boavista, Sp. Braga, P. Ferreira, Basileia e Marítimo. O brasileiro ficou depois de fora do embate do Benfica com o Manchester United na Champions - Svilar foi convocado.

Após esse jogo, que o Benfica perdeu, César nunca mais foi convocado por Rui Vitória: perdeu “espaço”, como o próprio o admitiu na hora da despedida.