Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O vídeo de Kléber, jogador do Estoril, a andar de carro com molhos de notas é verdadeiro. E de 2015

O dinheiro que Kléber mostrou num vídeo em 2015 era destinado ao sítio menos glamoroso de sempre: as Finanças. O avançado brasileiro pagou um total de 43.171,05 euros numa repartição de finanças, referentes a IRS, no mesmo dia da gravação do vídeo

Expresso

José Sena Goulão/Lusa

Partilhar

No futebol, como na vida em geral, há teorias para todos os gostos. Até teorias da conspiração. Num momento em que futebol português atravessa um período especial de tensão, com o caso dos e-emails, o caso e-toupeira, denúncias de pagamento de subornos a jogadores, o recebimento indevido de luvas por Bruno de Carvalho, tudo pode servir de rastilho a mais polémicas.

Na quinta-feira, começou a circular na internet um vídeo de Kléber, avançado do Estoril, em que o jogador aparece no carro a mostrar um conjunto de molhos de notas. Para muitos adeptos de clubes rivais dos dragões, este vídeo tornou-se prova que o FC Porto pagou um suborno à equipa canarinha, para esta baixar o rendimento durante a segunda metade do encontro disputado a 21 de fevereiro.

Nas últimas semanas, é preciso lembrar, chegou uma denúncia à Procuradoria Geral da República relatando uma transferência de cerca de um milhão de euros dos cofres dos dragões para o Estoril, dias após o jogo.

Ainda ontem, graças a este vídeo, chegou outra denúncia anónima na Procuradoria-Geral da República contra o atacante do Estoril.

Segundo “A Bola”, esta situação trata-se mais uma confusão começada na internet. O vídeo em causa não é deste ano. Foi gravado, de acordo com a imagens a que o desportivo teve acesso, no dia 31 de julho de 2015, quando o avançado jogava já no clube chinês Beijing Guoan.

Mais: o dinheiro que Kléber mostrou no vídeo era destinado ao sítio menos glamoroso de sempre: as Finanças. Ainda no mesmo dia, o avançado brasileiro pagou um total de 43.171,05 euros numa repartição de finanças, referentes a IRS; o desportivo teve acesso a um documento que comprova este pagamento.