Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno de Carvalho deve €3,3 milhões ao Fisco, diz o “CM”

No espaço de dez dias, Bruno de Carvalho interpôs quatro reclamações no Tribunal Tributário de Lisboa, de forma a parar as execuções fiscais que correm contra o seu património por dívidas fiscais

Expresso

MANUEL DE ALMEIDA

Partilhar

Entre 27 de fevereiro e 7 de março, Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, interpôs quatro reclamações de quatro processos de execução fiscal num valor de quase 3,3 milhões de euros, avança o “Correio da Manhã” esta terça-feira.

De acordo com o matutino, todas as ações deram entrada no Tribunal Tributário de Lisboa; as três primeiras foram colocadas contra a Direção de Finanças de Lisboa e a quarta contra a Direção de Serviços da Justiça Tributária (DSJT), entidade que supervisiona todas as execuções de dívidas fiscais.

BdC pretende, com as reclamações apresentadas, parar as execuções fiscais que correm contra o seu património por dívidas fiscais. Esta batalha legal já começou em 2008, ou seja, há 10 anos.

Em setembro de 2008, lembra o “CM”, já Bruno de Carvalho pedia ao Fisco, na qualidade de gerente da empresa de construção civil Polibuild, a anulação de processos fiscais referentes aos anos de 2004, 2005 e 2006, por atraso no envio das declarações de IRC.