Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Mourinho “fails”: desastrado, letárgico, desinteressado - e despedido? O que diz a imprensa inglesa sobre a eliminação do United

Imprensa inglesa não poupa críticas a Mourinho esta quarta-feira. “Ele devia ser despedido”, escreve o “Mirror”

Expresso

Chris Brunskill Ltd

Partilhar

Tudo indica que José Mourinho terá acordado esta quarta-feira com um sabor agridoce na boca - e que este deverá continuar pelo resto do dia. A derrota em Old Trafford com o Sevilha foi um banho de água fria para os adeptos do clube inglês.

A imprensa inglesa, hoje, não poupa críticas ao técnico português. Há mesmo quem peça o despedimento de Mourinho. A manchete do “Mirror” é exatamente essa: “Ele devia ser despedido, escreve o matutino, reproduzindo as vozes de alguns adeptos do Manchester United.

O “The Sun” revela também que os adeptos pediram o despedimento de Mourinho, pois ficaram “perplexos com o desempenho do United, que parecia desastrado, letárgico e desinteressado”.

Segundo o “The Independent”, Mourinho, no pós derrota com o Sevilha, “só se pode culpar a si próprio”. “Ele pediu aos seus jogadores que fossem conservadores em Sevilha”, atira o jornal.

“José Mourinho é um treinador que raramente corre riscos mas a estratégia que usou em Sevilha, há três semanas, tornou a segunda mão numa aposta que tinha de ganhar. Só que não conseguiu”, lê-se.

O “The Telegraph” não foi mais misericordioso que os outros diários britânicos. “Mourinho criou uma reputação de treinador que sabe sempre como deve a sua equipa atuar em cada jogo mas viu a campanha na Liga dos Campeões virar pó à custa de um clube cujo último título na Liga espanhola aconteceu em 1946”, escreve.