Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Dembélé: “Sou um Ferrari em construção”

Vindo do Borussia de Dortmund já com estatuto de estrela, Dembélé disse aos jornalistas, já no final do encontro com o Chelsea para Champions desta semana, que continua a ver-se como alguém que ainda tem muito para evoluir

Expresso

Ousmane Dembélé, Barcelona (Esp)

Manuel Queimadelos Alonso

Partilhar

Ousmane Dembélé chegou ao Barcelona no último verão, a troco de 105 milhões de euros, mas ainda está a afinar as chuteiras no clube catalão. O francês teve azar no início da época: contraiu uma lesão grave que o afastou dos relvados por meses. Agora, já para lá de meio do campeonato, tenta recuperar o tempo perdido.

Esta semana, Dembélé deu um passo essencial para a sua afirmação dentro do Barcelona - e para mostrar o seu verdadeiro valor. No jogo frente ao Chelsea, na segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, o jovem estreou-se a marcar.

Vindo do Borussia de Dortmund já com estatuto de estrela, Dembélé disse aos jornalistas, já no final do encontro, que continua a ver-se como alguém que ainda tem muito para evoluir.

“Se eu sou um Ferrari? Acho que isso é demasiado. Podem dizer que sou um Ferrari em construção. Esperemos que consiga lá chegar. Sou um bom jogador com esperanças de me tornar num grande jogador”, disse o internacional gaulês, no final do encontro com o Chelsea.

Questionado sobre a principal falha do seu futebol, o francês também foi honesto. “Perder a bola de forma tonta. Ando a tentar melhorar isso de época para época. Não é uma piada! No Barcelona poucas bolas são perdidas e quando isso acontece não é rapidamente esquecido. O nível de exigência é muito elevado. Tenho que melhorar o mais depressa possível. Defender? Não gosto muito, mas faço-o pela equipa”, admitiu.