Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Novo Banco foi “investidor-fantasma” no Sporting em 2016. Injetou €18 milhões

A Sporting SAD terá dado a garantia ao Novo Banco de que quando um novo acionista entrasse na estrutura o banco iria reaver os 18 milhões, mais os juros referentes a 1% do valor emprestado, escreve o “Correio da Manhã” esta terça-feira

Expresso

Foto António Pedro Santos / Lusa

Partilhar

Em 2016, com a Sporting SAD a ser alvo de uma reestruturação financeira, o Novo Banco emprestou 18 milhões de euros ao clube de Alvalade, valor que deveria ser devolvido mais tarde quando entrassem novos accionistas na sociedade, revela o “Correio da Manhã” esta terça-feira. Até agora, a identidade da instituição que tinha vindo estabilizar as contas do clube não era conhecida.

A Sporting SAD, escreve o matutino, terá dado a garantia ao Novo Banco que quando um novo acionista entrasse na estrutura, o banco iria reaver os milhões mais os juros referentes a 1% do valor emprestado.

Em dezembro de 2016, Bruno de Carvalho foi questionado sobre a entrada de novos investidores na SAD, prevista na reestruturação financeira da sociedade, pelo “CM”. Na época, BdC recusou-se a revelar a identidade dos investidores, mas afirmou que já estava tudo “resolvido” e que já tinha “entrado o dinheiro”.

De acordo com o mais recente relatório e contas da Sporting SAD, divulgado a 28 de fevereiro, é possível constatar que a estrutura acionista da sociedade permanece inalterada, nota o matutino.

Mais: até ao momento nada foi comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), sendo que o regulador tem de ser informado da entrada de qualquer acionista com uma posição superior a 2%. Esta informação é relevante, pois a entrada dos novos investidores através de um aumento de capital de 18 milhões daria aos mesmos uma participação de 21,2% na Sporting SAD.