Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Centeno pediu bilhetes para o jogo Benfica-Nápoles, Costa também pediu bilhetes para os filhos em 2012

António Costa, ainda enquanto presidente da Câmara Municipal de Lisboa, pediu bilhetes para jogos do Benfica à direcção do clube, revela a “Sábado” esta quarta-feira. Centeno, além do pedido para o Benfica-FC Porto a 1 de abril de 2017, também requisitou bilhetes para o encontro da Liga dos Campeões que opôs o clube encarnado ao Nápoles, a 6 de dezembro de 2016, diz o “CM”

Expresso

NurPhoto

Partilhar

Afinal, não foi só Centeno que pediu bilhetes ao Benfica para os filhos, nem o ministro das Finanças o fez por uma única vez. António Costa, ainda enquanto presidente da Câmara Municipal de Lisboa, também pediu bilhetes para jogos do Benfica à direcção do clube, avança a “Sábado” esta quarta-feira.

Já Mário Centeno, além do pedido (já conhecido) para o Benfica-FC Porto a 1 de abril de 2017, também requisitou bilhetes (para si e para o filho de 15 anos) para o encontro da Liga dos Campeões que opôs o clube encarnado ao Nápoles, a 6 de dezembro de 2016, de acordo com o “Correio da Manhã” esta quarta-feira.

Segundo o Ministério das Finanças, a justificação para este procedimento de Centeno foi a mesma do caso já anteriormente conhecido: “A notoriedade pública do ministro das Finanças coloca exigências à participação em eventos públicos, como jogos de futebol, no que concerne a garantir a sua segurança”, justificou fonte do gabinete de Centeno ao “CM”.

“O gabinete do ministro das Finanças entende que a presença do ministro, enquanto adepto do Benfica, deve ser avaliada em função das condições de segurança e grau de risco classificado em cada evento desportivo”, explicou.

O caso de oferta de bilhetes que envolve António Costa é diferente do de Centeno: remonta a 2012, quando este ainda estava na liderança do município de Lisboa.

Em novembro desse ano, conta a revista, quando o Benfica jogou contra o Celtic, a secretária de António Costa, Carla Matos, depois de receber o convite oficial para o presidente da autarquia, perguntou se era possível mais dois, que posteriormente passou a um - para o filho Pedro Costa.

Estas informações constam de uma série de e-mails revelados no bloque Mercado de Benfica.