Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno de Carvalho compara Luís Filipe Vieira a Al Capone

O nome do líder do presidente do Benfica não aparece no texto publicado nas redes sociais, mas as referências de Bruno de Carvalho não deixam dúvidas

Expresso

José Carlos Carvalho

Partilhar

Há uma sinergia à vista de todos entre Bruno de Carvalho e as redes sociais - o megafone perfeito para o estilo de liderança do presidente do Sporting. No domingo, BdC voltou a utilizar o Facebook para atacar Luís Filipe Vieira.

O nome do líder do presidente do Benfica não aparece no texto publicado, mas as referências não deixam dúvidas.

BdC chama Vieira de “estadista” e compara-o ao líder da máfia Al Capone, citando várias investigações nas quais alega que o presidente do Benfica estará envolvido.

A mensagem de BdC na íntegra

"Eu nunca "sube" o que é viver de favores do banco... E sempre limpei as minhas vitórias!

- Eu apenas sei de pneus;

- Eu apenas roubei um camião;

- Eu apenas tive um motorista que foi preso por tráfico de droga usando instalações e carros do clube;

- Eu apenas passava o meu tempo no escritório do administrador do BES, Amílcar Morais Pires, a aumentar a dívida do clube;

- Eu apenas devo mais de mil milhões de euros;

- Eu apenas sou arguido num caso muito grave em termos criminais;

- Eu apenas tenho o meu braço direito acusado, e já tendo estado detido por crimes graves;

- Eu apenas estou envolvido nos processos vouchers, emails, e-toupeira, que estão a ser investigados por poderem assumir a forma de corrupção e tráfico de influéncias, envolvendo pessoas da FPF, Liga, arbitragem, delegados, observadores, políticos, funcionários judiciais, juizes, jornalistas...Tudo aquilo a que chamam de "estado lampionico" ;

- Eu apenas recebi 50M do BES quando já tinha rebentado o escândalo do mesmo;

- Eu apenas tenho dívidas do clube pelo Novo Banco e banco mau "escondidos" em seguros de vida e produtos similares;

- Eu apenas tenho visto o meu clube a ser investigado num caso que apelidam de "jogos para perder";

- Eu apenas ando a mendigar que não me executem as dívidas, faz anos, usando a minha posição profissional;

- Eu apenas sou o pai de uma cartilha e de um controlo da comunicação social a que chamam de "lápis vermelho";

- Eu apenas apoio claques ilegais que, para mim, são um conjunto de pessoas que se juntam de forma organizada, e que por vezes até matam adeptos de outros clubes que não deviam ter estado naquele sitio específico do Estádio do Jamor nem na rua ao pé de um outro Estádio;

- Eu tenho sempre toalhetes e por isso garanto que limpei sempre as vitórias!

Em suma, nunca "sube" de nada! Não "sube", não vejo, não ouço e não falo!

Vou "mazé" depois do treta lutar com todas as minhas "forças" pelo peta!

By: um estadista

A história tem destas injustiças. Aqui deixo o exemplo de um mero empresário que foi brilhante e visionário, que nunca fez nada de mal, mas que foi injustamente perseguido! No fim a "montanha pariu um rato" e, afinal, tanta coisa se dizia.... e apenas teve uma pequena falha fiscal!"