Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Se for obrigado a jogar com a equipa B, Jesus pode demitir-se?

Segundo "A Bola", Jesus acredita que a suspensão de quase todo o plantel da equipa principal irá comprometer todos os objetivos que ainda possam existir para a atual época

Expresso

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Partilhar

Se Bruno de Carvalho não recuar na decisão de suspender os 17 jogadores do plantel principal que partilharam um comunicado crítico à sua liderança, Jorge Jesus pedirá para abandonar o comando técnico do Sporting o quanto antes, sem receber mas também sem pagar qualquer tipo de indemnização ao clube, avança “A Bola” este sábado.

Com toda a confusão que corre em Alvalade, Jorge Jesus foi parar a uma posição delicada; na verdade, não é de espantar que ainda não tenha feito qualquer comentário em público sobre o imbróglio que corre em Alvalade.

Jesus ainda tem mais um ano de contrato com o Sporting, contudo há já muitas vozes que pedem a sua dispensa; a derrota com o Atlético de Madrid foi também um golpe profundo para o treinador português. Uma colisão frontal com Bruno de Carvalho, neste momento, poderia ser fatal.

Mas isso não quer dizer que não venha a acontecer. Segundo “A Bola” este sábado, Jorge Jesus, chamado à direção do Sporting, disse que não pretende utilizar jogadores da equipa B para defrontar o Paços de Ferreira, num encontro a contar para a I Liga.

De acordo com Jesus, a suspensão de quase todo o plantel da equipa principal irá comprometer todos os objetivos (e retirar rendimento aos atletas) que ainda possam existir para a atual época.