Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O abraço de Ronaldo a Buffon que corre o mundo (vídeo)

Cristiano Ronaldo marcou um golo de penálti já depois dos 90 minutos de jogo, golo que acabou por fazer apurar o Real Madrid para as meias-finais da Champions

Expresso

Partilhar

Dos dois encontros entre o Real Madrid e a Juventus para a Liga dos Campeões este ano, ficará, certamente, para a história um determinado pontapé de bicicleta e o nome de um português, na primeira mão; um abraço, um gesto de fair-play ao mais alto nível, na segunda.

Num momento em que o futebol internacional vive de polémicas e conflitos, Cristiano Ronaldo e Buffon, que nas últimas semanas têm mantido uma corrente de elogios mútua via desportivos, mostraram o porquê de serem quem são, a sua devoção para a essência do desporto: a camaradagem.

Já depois do final do encontro, quando o guarda-redes italiano falava aos jornalistas sobre o jogo, Cristiano Ronaldo, que passou pelo local onde costumam decorrer as entrevistas rápidas, interrompeu a conversa só para dar uma abraço a Buffon e deixar-lhe uma pequena mensagem.

CR7, lembremos, marcou um golo de penálti já depois dos 90 minutos de jogo, golo que acabou por fazer apurar o Real Madrid para as meias-finais da Champions.

Buffon foi expulso na sequência do lance que deu penálti para o Real Madrid, após ter dado dois encontrões ao árbitro da partida.

“A vida segue. Estou feliz e orgulhoso da partida que fizemos. Estávamos a fazer aquilo que parecia ser impossível. É uma pena ter acabado assim. O árbitro não pode eliminar uma equipa com um lance duvidoso. Em vez do coração tem uma pedra e se não tem personalidade suficiente devia de estar com a mulher a comer batatas fritas na bancada”, disse Buffon, em declarações à imprensa espanhola, no final do encontro.