Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Mensagem de Bruno de Carvalho não seguiu para os capitães

E Fábio Coentrão também terá ficado de fora. Felicitação pós-vitórias sobre o Paços e o Atlético de Madrid seguiu via WhatsApp, mas não terá ido para todo o plantel.

Expresso

José Carlos Carvalho

Partilhar

A mensagem que Bruno de Carvalho enviou aos jogadores do Sporting depois da equipa ter batido o Paços de Ferreira, para o campeonato, e o Atlético de Madrid, para a Liga Europa, não terá, afinal, seguido para toda a gente.

O jornal “Record” de sábado avançava que a mensagem tinha ido para todos, sem exceção. “A Bola” deste domingo tem uma versão diferente: os capitães, Rui Patrício e William de Carvalho, e o lateral-esquerdo Fábio Coentrão só terão sabido da mensagem enviada por WhatsApp pelos colegas.

Recorde-se que os capitães foram os primeiros a publicar nas suas redes sociais o comunicado em que criticaram a atitude do presidente do Sporting pela forma como este visou os jogadores depois da derrota em Madrid.

Coentrão terá sido também um dos mais inconformados com a publicação de Bruno de Carvalho - na qual era mencionado - tendo sido mesmo noticiado, há uma semana, que estaria em marcha um regresso imediato a Madrid, o que não se verificou.

Assim, o gesto, numa primeira leitura visto como uma tentativa de reaproximação ao plantel, na linha da suspensão dos inquéritos disciplinares inicialmente determinados para a quase vintena de jogadores que partilhou o comunicado crítico ao presidente, resulta mais numa mensagem de força.

No texto, que “A Bola” garante ser longo, Bruno de Carvalho elogiou a atitude e o empenho dos jogadores nos dois últimos jogos dos leões, mas ressalvou que assim devia ter sido em todos os jogos. Terá ainda deixado claro que os jogadores têm problemas com críticas e que ele não se coibirá de dar a sua opinião: “Irei criticar sempre que entender que o devo fazer”.

Quanto aos assobios, garante, só lhe “dão mais força”.

Bruno de Carvalho voltou a aparecer publicamente este sábado, no Pavilhão João Rocha, onde foi assistir à vitória da equipa de andebol sobre o Avanca. Foi a primeira aparição pública do dirigente depois de na segunda-feira ter suspenso a conta de Facebook.