Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Argumentos “irracionais, incompreensíveis e subjetivos”. Cristiano Ronaldo ataca investigação do Fisco espanhol

Há poucos dias, a defesa de CR7 solicitou à juíza que está a liderar o processo no Tribunal de Madrid a documentação de acusação do Fisco espanhol à fraude fiscal de Messi, de forma a comparar os critérios utilizados

Expresso

RODRIGO JIMENEZ

Partilhar

Cristiano Ronaldo sente-se perseguido, tratado de forma injusta, devido ao modo como a investigação levada a cabo pela justiça espanhola está a lidar com o seu caso.

Segundo o “El Mundo” esta sexta-feira, a defesa de CR7, numa última audiência em Madrid, acusou a investigação em curso de utilizar critérios “irracionais, subjetivos e incompreensíveis”, quando comparados com os que foram aplicados a Lionel Messi num passado recente.

Há poucos dias, revelou também o “El Mundo”, a defesa de CR7 solicitou à juíza que está a liderar o processo no Tribunal de Madrid a documentação de acusação do Fisco espanhol à fraude fiscal do jogador do Barcelona.

Para defesa de CR7, estavam a ser aplicados “critérios díspares” perante contratos de patrocínio “idênticos”.

A juíza, contudo, depois de analisar a petição da defesa do avançado português, disse que esta “não era útil” para o caso e recusou-se a assentir ao seu pedido.

Mais: recordou a defesa do jogador do Real Madrid que a sentença do supremo tribunal sobre o caso Messi pode ser consultada por qualquer cidadão que queira.