Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fim dos SMS, braçadeiras retiradas: o que aconteceu na reunião entre JJ e BdC

Bruno de Carvalho não esqueceu que foram William Carvalho e Rui Patrício que lançaram o comunicado contra as críticas do presidente. Caso estes permaneçam na equipa na próxima época, o presidente do Sporting fez saber Jesus que os dois jogadores devem perder a braçadeira de capitão

Expresso

AMIGOS PARA SEMPRE. Bruno de Carvalho já afirmou que vai manter Jorge Jesus como treinador do Sporting, algo que Pedro Madeira Rodrigues não fará

José Coelho/Lusa

Partilhar

Afastado das redes sociais desde a polémica com a derrota frente ao Atlético de Madrid, Bruno de Carvalho adoptou, desde então, uma estratégia mais direta de contacto com os jogadores do plantel: as SMS. Estas mensagens, contudo, não terão ter sido bem recebidas pela equipa - ao ponto de Jorge Jesus ter pedido a BdC para parar com isso.

Segundo a “Bola” esta sexta-feira, na reunião que decorreu esta semana entre presidente e treinador do Sporting, o que só por si foi um encontro complicado, Jesus viu-se obrigado a chamar à atenção Bruno de Carvalho para parar de enviar mensagens aos jogadores: em vez de uma reaproximação (teoria de BdC), o que estava a acontecer era uma constante desestabilização do plantel.

Para bem do clube, Bruno de Carvalho terá assentido ao pedido do treinador; isto, porém, não quererá dizer que BdC perdoou ou estará de bem com a equipa; ao que tudo indica, Bruno ainda se sente traído.

Mais: BdC não esqueceu que foram William Carvalho e Rui Patrício que lançaram a missiva contra as críticas do presidente. Caso estes permaneçam na equipa na próxima época, o presidente do Sporting fez saber Jesus que os dois jogadores devem perder a braçadeira de capitão de equipa.