Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno está suspenso, mas vai para o banco. É proibido? É. Mas ele acha que se pode fazer

Caso contrarie a decisão do Conselho de Disciplina, Bruno de Carvalho pode ser punido com uma suspensão que vai de três meses a um ano, e uma multa até cinco mil euros

Expresso

HUGO DELGADO / Lusa

Partilhar

Bruno é Bruno e dificilmente o deixará de ser. À primeira vista, a afirmação anterior pode parecer uma simples tautologia, mas é, na verdade, a constatação de um facto inegável: Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, não joga pelas regras dos outros - seja no estilo retórico ou na obediência às sanções.

Veio a público na quarta-feira que BdC foi castigado com seis dias de suspensão pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), devido às declarações que escreveu na sua conta do Facebook - entretanto, esta já foi apagada - sobre António Salvador, presidente do Sp. Braga.

Ou seja, na teoria, BdC não poderia estar no banco do Sporting no dérbi lisboeta agendado para sábado; o regulamento disciplinar da Liga de Clubes impede o presidente do Sporting de ocupar o seu lugar no banco de suplentes, ponto. Mas isto é a teoria. Na prática, o que vai acontecer no fim de semana promete ser diferente, escreve o “Record” esta quinta-feira.

Segundo desportivo, o líder planeia de qualquer forma sentar-se no banco de suplentes, até porque os leões já apresentaram uma providência cautelar no Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa.

Mais: mesmo que a providência não seja analisada até sábado, BdC fará questão de ocupar o seu habitual lugar junto ao relvado, contrariando a decisão do órgão disciplinar da FPF.

Caso contrarie a decisão do Conselho de Disciplina, Bruno de Carvalho pode voltar a ser punido com uma suspensão de três meses ao máximo de um ano, e uma multa até cinco mil euros.

  • O Sporting tinha um acordo para a suspensão de Bruno de Carvalho (que o tira do dérbi) já ter acontecido

    Sporting

    O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol suspendeu, esta quarta-feira, o presidente do Sporting por seis dias, devido a uma publicação na rede social em que criticou António Salvador, seu homólogo do Sporting de Braga. Mas os leões, apurou a Tribuna Expresso, teriam um acordo com a Comissão de Instrutores da Liga para que a suspensão fosse aplicada no sábado passado e Bruno de Carvalho pudesse estar no jogo contra o Benfica. Um acordo que o órgão da federação não homologou a tempo