Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno de Carvalho vai para o banco

Castigo de seis dias aplicado ao presidente do Sporting fica em suspenso depois do Tribunal Central Administrativo do Sul ter dado provimento a uma providência cautelar apresentada pelos leões.

Expresso

MIGUEL A. LOPES

Partilhar

Salvo pelo gongo. O presidente do Sporting vai mesmo poder assistir ao dérbi desta noite (20h30, SportTV) entre o Sporting e o Benfica do seu lugar favorito: o banco de suplentes.

Isto porque, esta sexta-feira, na véspera do jogo, os leões foram notificados da decisão do Tribunal Central Administrativo do Sul que deu provimento à providência cautelar apresentada pelos leões, providência essa que tem efeitos suspensivos sobre o castigo aplicado a Bruno de Carvalho pelo Conselho de Disciplina da Federação.

Pouco depois de ter sido conhecida a decisão judicial, foi também aceite pelo Pleno do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) o recurso apresentado pelo Sporting. Também esta decisão tem efeitos suspensivos sobre o castigo aplicado a Bruno de Carvalho.

Na base do castigo aplicado esta semana ao presidente do Sporting - seis dias de suspensão - estão as declarações que Bruno de Carvalho proferiu sobre o presidente de SC Braga, António Salvador, na sua página de Facebook.

Na quinta-feira, na Sporting TV o líder leonino tinha declarado que não iria contrariar a decisão do CD para não dar a “alegria a [José Manuel] Meirim”, numa referência ao presidente do CD da FPF.

“A minha primeira decisão foi ir para o banco, mas prefiro mostrar a minha indignação vencendo o processo em tribunal a este senhor", declarou.