Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Mourinho declara-se (outra vez) culpado e paga €800 mil ao Fisco espanhol

Mourinho irá pagar uma multa de 800 mil euros, evitando assim cumprir qualquer tempo de pena de prisão ou ver o processo judicial arrastar-se por mais tempo

Expresso

OLI SCARFF

Partilhar

José Mourinho chegou a acordo com o Fisco espanhol para encerrar na justiça o processo de que é alvo por fraude fiscal, avança o “El Mundo” esta terça-feira.

O treinador português aceitou declarar-se (uma segunda vez) culpado dos delitos fiscais relativos aos direitos de imagem quando liderou a equipa do Real Madrid, garantiram fontes próximas das finanças espanholas ao matutino.

Mourinho irá, então, pagar uma multa de 800 mil euros, evitando assim cumprir qualquer tempo de pena de prisão ou ver o processo judicial arrastar-se por mais tempo. De acordo com o “El Mundo”, o acordo entre as duas partes interessadas está fechado e vai ser formalizado nas próximas semanas.

Na origem deste caso judicial, esteve a ocultação, por parte de Mourinho, das receitas obtidas com a cedência dos direitos de imagem a empresas com sede em paraísos fiscais, nos anos de 2011 e 2012.

Esta é a segunda vez que Mourinho declara-se culpado de um processo de fuga ao Fisco espanhol e aceita pagar uma coima para o encerrar, lembra o “El Mundo”.

Em julho de 2015, o técnico português já havia sido acusado de fraude fiscal pelo mesmo motivo do processo que decorre neste momento. Na época, Mourinho reconheceu a falta da declaração de direitos de imagem e aceitou pagar uma multa de 4,4 milhões de euros.

Já no ano passado, a investigação internacional “Football Leaks” trouxe à superfície novos detalhes e informações sobre a fuga ao Fisco espanhol de Mourinho, durante os anos que foi treinador do Real Madrid.

Com base nas novas revelações, o Ministério Público decidiu lançar um novo processo contra Mourinho.