Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Pazes feitas: Marta Soares volta atrás e apoia Bruno de Carvalho

No último domingo, ambos os dirigentes dos leões assistiram ao dérbi de andebol e comemoraram juntos o título no Pavilhão João Rocha.

Expresso

NurPhoto

Partilhar

Há um mês, o Sporting estava a viver o seu período de maior agitação interna de toda a época: Jaime Marta Soares, presidente da Assembleia Geral do clube de Alvalade, pedia a demissão de Bruno de Carvalho, depois deste ter publicado nas redes sociais um texto crítico do plantel após a derrota com o Atlético de Madrid, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.

A permanência de BdC no cargo de líder do clube esteve no limbo. Mas, passado um mês, a normalidade parece ter regressado a Alvalade. Segundo o “Record” esta terça-feira, Marta Soares e Bruno de Carvalho reuniram-se na semana passada para “fazer as pazes” e esclarecer questões sobre o sucedido.

No último domingo, ambos os dirigentes dos leões assistiram ao dérbi de andebol e comemoraram juntos o título no Pavilhão João Rocha.

“Somos dois homens eleitos numa lista, integrados em órgãos sociais, com responsabilidades comuns, de conseguir levar o Sporting aos patamares de grandeza que efetivamente merece. É uma das maiores instituições do Mundo mas terá de crescer cada vez mais, todos os dias. E, por essa razão, tudo o que tenha a ver com o Sporting sobrepõe-se a qualquer problema momentâneo que possa ter acontecido”, justificou o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, em declarações ao “Record”.

Ao desportivo, Marta Soares fez questão de explicar o comportamento adotado, quer na origem da crise, quer agora com esta reaproximação. “Sou um homem que digo as coisas no momento em que sinto tenho de as dizer. O que procuro, sempre, com as atitudes que tomo são soluções e não problemas. Estou absolutamente convencido de que, dentro desse espírito, as coisas que se tiveram de dizer, disseram-se”, reiterou.