Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jesus prefere fazer “ano sabático no Sporting” a sair nos termos de Bruno de Carvalho

O treinador, que tem um salário de 7,9 milhões de euros brutos por temporada, poderá aproveitar o ano de paragem forçada, inclusive, para apostar na sua formação, avança o “Público” esta quarta-feira

Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

Jorge Jesus não irá repetir o passado e cair na armadilha aplicada a Marco Silva. O técnico português tem mais um ano de contrato com o Sporting e pretende levar esse vínculo até ao fim, mesmo que isso implique passar um ano sabático em Alvalade, avança o “Público” esta quarta-feira.

O treinador, que tem um salário de 7,9 milhões de euros brutos por temporada, poderá aproveitar o ano de paragem forçada, inclusive, para apostar na sua formação, escreve o matutino.

Ao que tudo aponta, Bruno de Carvalho estará a tentar fazer com Jesus, neste momento, o mesmo que fez com Marco Silva há duas épocas: aplicar um despedimento por justa causa.

Desta forma, o clube de Alvalade poderá escapar-se a pagar uma indemnização ao treinador. A “nota de culpa” que instaurará o processo discplinar deverá chegar a JJ já depois da final da Taça de Portugal, no domingo.

Como já foi noticiado, Jorge Jesus e os seus adjuntos saíram da reunião de segunda-feira com Bruno de Carvalho com a sensação de terem sido despedidos.

Pelo que o matutino apurou junto de uma fonte próxima do treinador, BdC comunicou-lhe que a relação laboral com o clube teria chegado ao fim e que tudo iria terminar ali, deixando no ar a hipótese de o técnico ser suspenso imediatamente.