Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Requerimento para destituir Bruno de Carvalho já tem mais de 1000 assinaturas

Fonte próxima do processo garantiu ao “Jornal Económico” que em apenas dois dias, o requerimento que pede a destituição de Bruno de Carvalho “reúne já milhares de votos, acima do patamar mínimo de 1000 votos”.

Expresso

MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

Partilhar

Em menos de 48 horas, o requerimento que pede a destituição de Bruno de Carvalho e dos restantes membros da direção do Sporting, lançada por Jaime Marta Soares, reuniu mais de 1000 assinaturas de sócios do clube de Alvalade. Na realidade, alcançou do triplo do mínimo das mil assinaturas necessárias, revela o “Jornal Económico” esta quarta-feira.

Com este documento, Jaime Marta Soares, presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral (AG) do Sporting, poderá convocar uma AG para destituir Bruno de Carvalho, já que o presidente não aceita demitir-se.

Fonte próxima do processo garantiu ao “Jornal Económico” que em apenas dois dias, o requerimento que pede a destituição de Bruno de Carvalho “reúne já milhares de votos, acima do patamar mínimo de 1000 votos”.

O requerimento, lembremos, invoca como razões para justificar o pedido de destituição por justa causa a “sucessão de atos lesivos para o clube, a desprestigiante atuação pública dos membros do Conselho Diretivo, a postura constante de divisão do Clube, as suspeitas e investigações de corrupção no desporto, o incentivo a atuações agressivas e anti-desportistas e a demissão massiva dos membros dos vários órgãos sociais, o afastamento de parceiros de longa data e a preocupante degradação do património do clube exigem uma reflexão urgente e conjunta dos sócios do Sporting Clube de Portugal”.