Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Ex-membro do conselho leonino faz denúncia ao DIAP: BdC terá recebido luvas na compra de Alan Ruiz

A venda do passe do atleta para os leões foi autorizada por 3,9 milhões de euros, mas o negócio, contudo, fez-se por cerca de 8 milhões

Expresso

ANT\303\223NIO PEDRO SANTOS

Partilhar

A compra de Alan Ruiz, do Club Atlético Colón, da Argentina, para o Sporting, em 2016, está sob escrutínio do DIAP. Segundo o “Correio da Manhã” esta quinta-feira, Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, poderá ter recebido “luvas” de quase quatro milhões de euros nesta transferência.

O clube de Alan Ruiz, na época, estava numa situação financeira difícil e tinha aderido a um programa idêntico ao PER em Portugal. Devido a isso, toda o negócio de venda do jogador está documentado ao nível judicial.

A venda do passe do atleta para os leões foi autorizada por 3,9 milhões de euros, mas o negócio, contudo, fez-se por cerca de 8 milhões.

O diferendo de mais de quatro milhões de euros terá servido para pagar “luvas” a nomes do Sporting, de acordo a denúncia que Luís Borges Rodrigues, um advogado que foi membro do conselho leonino da lista de Bruno de Carvalho nas primeiras eleições à liderança do Sporting, fez chegar ao DIAP.

Ao que consta, a queixa chegou ao DIAP já com vários documentos anexados, em particular a cópia da decisão judicial da Argentina – com os valores efetivamente envolvidos.

A mesma denúncia refere, ainda, que caso as suspeitas que recaem sobre este dossiê se confirmem, todos os envolvidos - BdC, mas não só - poderão incorrer em crimes como administração danosa, peculato, apropriação ilegítima, abuso de confiança e fraude fiscal.

De acordo com o “CM”, as contas do clube argentino não batem certo com a informação prestada pelo Sporting à CMVM em 2016: foi dito que a compra de Ruiz foi feita por oito milhões – 4,8 milhões pela transferência, 2,2 milhões de euros ao jogador de prémio de assinatura e um milhão para intermediários.