Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Quem pode ocupar o lugar de Jorge Jesus no Sporting? Sá Pinto, Scolari, Daniel Ramos, Almeyda ou Peter Bosz

Sá Pinto está desempregado, desde que deixou o Standard Liège, e tem sido um dos nomes mais citados na imprensa desportiva

Expresso

Jorge Jesus sai do Sporting com 154 jogos, repartidos entre 98 vitórias, 25 empates e 31 derrotas.

JOSé Sena Goulão/Lusa

Partilhar

Se o campeonato nacional fosse uma série televisiva, poderíamos dizer que a narrativa acabou de perder (talvez só temporariamente) uma das personagens principais do futebol português das últimas oito temporadas. Jorge Jesus, que comandou o Benfica durante cinco épocas e depois, numa reviravolta inesperada, da qual já poucos se lembram, mudou-se para Alvalade por mais três, assinou pelo Al-Hilal da Arábia Saudita, na terça-feira à noite.

Agora, chegou o momento de outro treinador entrar em cena no Sporting. Isso, contudo, não será simples, devido à tribulação interna que o clube atravessa e com o lugar de Bruno de Carvalho em causa na presidência do clube. Está marcada para dia 23 de junho, lembremos, uma assembleia geral do Sporting que pretende destituir BdC.

Ainda assim, conta o “Record” esta quarta-feira, o clube de Alvalade já tem cinco possíveis substitutos para Jorge Jesus.

Os nomes portugueses: Sá Pinto está desempregado, desde que deixou o Standard Liège, e tem sido um dos nomes mais citados na imprensa desportiva. Daniel Ramos, técnico do Marítimo na última temporada e que deu nas vistas pelo trabalho feito na equipa insular, é outro dos nomes a ser estudado em Alvalade.

Os nomes estrangeiros: Almeyda esteve nas três últimas temporadas ao serviço do Chivas e, a vir para Alvalade, seria a sua estreia em solo lusitano como técnico. Scolari, ex-selecionador nacional, tem tuma boa relação com BdC e acabou à pouco a sua passagem pelo futebol chinês. Ou Peter Bosz. Depois de uma época de sonho no Ajax, em 2016/17, teve uma má experiência no Borussia Dortmund, lembra o “Record”.