Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Se CR7 quiser mesmo sair, não será o Real o fechar-lhe a porta

As negociações para a permanência de CR7 em Madrid estão “negras”, escreve a “Marca” esta sexta-feira

Expresso

Ronaldo conquistou a Liga dos Campeões pela quinta vez

SERGEI SUPINSKY

Partilhar

Cristiano Ronaldo sente que andou a ser enrolado durante um ano por Florentino Perez, com promessas que nunca se chegaram a concretizar, e o Real Madrid está saturado - e quer contratar Neymar.

Segundo a “Marca” esta sexta-feira, as negociações para a permanência de CR7 em Madrid estão “negras”. Mais: o clube madrileno nada fará de extraordinário para manter o jogador português no seu plantel.

O desportivo conta que Jorge Mendes esteve, na semana passada, reunido com Florentino Perez para negociar uma potencial renovação de contrato do craque português, mas este encontro não correu nada bem.

Por um lado, os líderes madrilenos não gostaram do comentário - “Foi bonito jogar no Real” - de CR7, após a conquista da terceira Liga dos Campeões. Por outro, a proposta de salário oferecido pelos merengues deixou Cristiano a sentir-se “humilhado”: 25 milhões de euros anuais, mais cinco milhões consoante objetivos.

Cristiano Ronaldo ganha, neste momento, 21 milhões de euros por ano, um valor muito inferior ao de Neymar no Paris Saint-Germain (37 milhões) ou ridiculamente inferior quando comparado com o do seu principal rival, Lionel Messi (50 milhões).

Para os interesses dos merengues (e de Florentino Perez), a saída de CR7 até poderia ser benéfica para o clube; teria, assim, possibilidades de contratar uma nova estrela para o plantel… o muito desejado Neymar?