Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Gonçalo Guedes: “Todas as equipas podem cair logo ao início da competição. Já vimos isso acontecer mil vezes”

Em entrevista à “Marca”, Gonçalo Guedes confessou que um dos objetivos que havia delineado para esta época era subir à seleção principal. “Vir para o Valência foi decisivo para mim. Em Paris, não estava a jogar e necessitava de ganhar minutos em campo”, explicou

Expresso

Partilhar

Depois de Portugal ter ganho o Europeu de 2016, a seleção nacional passou a ser “mais respeitada”, mas isso não quer dizer que seja uma das favoritas ao Mundial da Rússia, assume Gonçalo Guedes, avançado do Paris Saint-Germain emprestado ao Valência na última época, em entrevista à “Marca” este domingo.

“Todas as equipas podem cair logo ao início da competição. Já vimos isto acontecer mil vezes”, afirmou Guedes, quando confrontado com o baixo rendimento da selecção no último Mundial no Brasil.

Questionado sobre até onde pode chegar a selecção nacional na competição, Gonçalo Guedes optou por não se comprometer e lembrar que a fase de grupos, só por si, é sempre complicada. “Todos sabem que Portugal não é a selecção favorita [a ganhar o Mundial], há outras mais fortes. (...) Tem jogadores que jogam em ligas mais fortes”, disse.

Ainda na mesma entrevista, Guedes confessou que um dos objetivos que havia delineado para esta época era subir à seleção principal. “Era um dos meus grandes objetivos quando vim para o Valência. (...)Fiz um esforço muito grande para estar no grupo do Mundial e estou muito feliz por ter conseguido”, disse.

“Vir para o Valência foi decisivo para mim. Em Paris, não estava a jogar e necessitava de ganhar minutos em campo”, explicou.