Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Sporting precisa de 15 milhões de euros até ao final do mês - e pode ser obrigado a vender jogadores para os conseguir

Alguns dos jogadores que rescindiram com o Sporting enviaram, nos últimos dias, propostas de transferências, tentando assim evitar um contencioso judicial, mas os valores apresentados foram considerados “irrisórios e inaceitáveis” pela comissão executiva da SAD liderada por Bruno de Carvalho

Expresso

ANT\303\223NIO COTRIM

Partilhar

As finanças do Sporting estão em risco. O clube de Alvalade tem até 30 de junho para assegurar a entrada de 15 milhões de euros, valor que estava previsto encaixar com uma emissão obrigacionista que tem vindo a ser adiada devido à turbulência que se vive dentro do Sporting, avança o “Jornal de Negócios” esta sexta-feira. Este encaixe, ao que tudo indica, deverá ser feito pela via de venda de jogadores.

Fonte oficial do Sporting indicou ao “Negócios” que até ao momento, contudo, as propostas que chegaram ao clube são pouco atractivas, tendo sido recusadas.

Segundo a mesma fonte, os representantes de alguns dos jogadores que rescindiram com o Sporting enviaram, nos últimos dias, propostas para transferências, tentando assim evitar um contencioso judicial, mas os valores apresentados foram considerados “irrisórios e inaceitáveis” pela comissão executiva da SAD liderada por Bruno de Carvalho.

Caso a assembleia-geral do clube que se irá realizar no sábado, 23 de Junho, rejeite a destituição da direcção liderada por Bruno de Carvalho, a SAD irá “na segunda-feira seguinte” apresentar o prospecto para a emissão obrigacionista, originalmente prevista para Maio e no valor de 15 milhões de euros, junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), garantiu a mesma fonte.