Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bruno pediu calma e desculpas, Sporting deu-lhe um processo

O pedido de BdC à Comissão Disciplinar de nada serviu; o orgão transitório do Sporting está determinado em “fazer cumprir os estatutos e a lei”, apurou o “Record”

Expresso

José Carlos Carvalho

Partilhar

Na quinta-feira, Bruno de Carvalho regressou às redes sociais para pedir calma, desculpas aos adeptos do Sporting… e o fim dos processos disciplinares ao antigo Conselho Diretivo. Mas, dentro do clube de Alvalade, este último apelo não foi ouvido.

Esta sexta-feira, o “Record” avança que o pedido de BdC à Comissão Disciplinar de nada serviu e este orgão está determinado em “fazer cumprir os estatutos e a lei”.

Bruno de Carvalho, Carlos Vieira, Rui Caeiro, José Quintela, Luís Gestas, Luís Roque e Alexandre Godinho tinham até à meia-noite da passada quarta-feira para responderem às notas de culpa que lhes foram entregues.

Quando hoje se reunir em Alvalade, a Comissão Disciplinar averiguará se algum dos visados optou por enviar a resposta de culpa para a sede do clube leonino.

Pelo que desportivo apurou, a Comissão de Fiscalização garante que “o processo vai avançar dentro dos prazos legais previstos e estritamente necessários à tomada de uma boa decisão” mas, neste momento, é impossível avançar uma data para a decisão pois existem variantes. Esta questão será particularmente complicada caso BdC opte por recandidatar-se a líder do Sporting, tendo em conta que as eleições estão marcadas para oito de setembro.