Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Pichardo em Lausana só perdeu para o campeão olímpico e do mundo

Pedro Pablo Pichardo, recordista de Portugal do triplo salto, foi hoje segundo no concurso no 'meeting' de atletismo de Lausana, na Suíça, apenas atrás do campeão olímpico e mundial, o norte-americano Christian Taylor

Lusa

Partilhar

Pedro Pablo Pichardo, recordista de Portugal do triplo salto, foi hoje segundo no concurso no 'meeting' de atletismo de Lausana, na Suíça, apenas atrás do campeão olímpico e mundial, o norte-americano Christian Taylor.

Pichardo, naturalizado português no ano passado - é de origem cubana -, perdeu por um centímetro apenas para Taylor - 17,62 contra 17,61 metros (+1,8 metros por segundo de vento).

O português teve ainda, na sua série de saltos, apenas mais uma marca acima dos 17,00 metros, a 17,24, enquanto que Taylor também registou um salto a 17,60 e outro a 17,55 como melhores.

Bem distante, o terceiro foi o norte-americano Chris Bernard, com 16,92, e o quarto o azeri (também nascido em Cuba) Alexis Copello, com 16,90.

Pichardo, com os 17,95 metros em Doha que lhe deram o recorde nacional, continua a ser o líder mundial do ano. Não poderá, no entanto, competir no Europeu de Berlim por questões legais.

Dos atletas elegíveis para Berlim, apenas dois já passaram dos 17,00 metros este ano: Copello, que 'vale' 17,24, e o português Nelson Évora, o anterior recordista, que tem 17,05.