Tribuna Expresso

Perfil

Rogério Casanova

Adivinhem em que lateral se inspirou Rogério Casanova para perguntar isto: tens porventura na tua posse três milhões de euros?

A pergunta pode não ser desafiante, pelo menos não tanto quanto tentar prever, antes de continuar a ler, qual foi o nome alternativo com que Rogério Casanova decidiu tratar William Carvalho e a exibição que o médio deixou no Estádio da Luz

Rogério Casanova

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

Rui Patrício

Poughkeepsie, perdão, pouquíssimo trabalho ao longo dos noventa minutos, tal foi a superioridade da sua equipa perante um adversário retraído, receoso, inofensivo. Foi um dó de alma testemunhar a panóplia de subterfúgios encontrados pelos jogadores do Benfica para evitarem testar as capacidades de Patrício: chutaram por cima, chutaram ao lado, chutaram contra cabeças de colegas, contra suponho que os peitos de colegas, contra suponho que os ombros e pescoços de colegas, até à barra chutaram! Tudo com medo legítimo de um duelo de igual para igual com Rui Patrício. A única vez que o tentaram foi numa situação de nítida desigualdade de circunstâncias. Cobardes.

Piccini

Leitor sóbrio! Mon semblable, mon frère! Tens porventura na tua posse três milhões de euros? Ou pelo menos tiveste na tua posse três milhões de euros num passado recente? Eis uma lista não-exaustiva de usos que podiam ser dados a uma quantia de três milhões de euros nos últimos meses:
- comprar um Aston Martin Valkyrie;
- pagar a caução de Ricardo Salgado;
- financiar o custo total do fogo-de-artifício na passagem de ano do Funchal;
- Contratar os serviços de 625 jornalistas, pagando 400 euros por mês a cada um, no âmbito de um blogue dedicado à defesa intransigente da Verdade Desportiva;
- comprar Marvin Zeegelaar (caso fossem o Watford);
- comprar Ezequiel Schelotto (caso fossem o Brighton);
- comprar três milhões de isqueiros baratos, um lote considerável que duraria pelo menos oito semanas;
- comprar Piccini
É fazer as contas.

Coates

Dado o seu recente regime exibicional de alternância bipolar, a grande dúvida para hoje era saber que Coates iria apresentar-se em campo: o Coates bom ou o Coates mau? Yin ou Yang? Jekyll ou Hyde? O raio de luz que ilumina a escuridão ou o raio que nos parta a todos? Acabou por aparecer toda a gente em campo, numa peça de ensemble extraordinariamente... perdi o raciocínio, peço imensa desculpa. Segundo as minhas notas, tentou marcar o auto-golo da praxe ao minuto 59, foi amarelado por um contacto erótico com Kristallnachtovic ao minuto 69 e ao minuto 77 desperdiçou nova oportunidade para fazer um autogolo, num gesto de fino recorte técnico, mas em que o remate de primeira lhe saiu escassos centímetros acima da barra. Também fez algumas coisas positivas, e outras razoáveis. É um polivalente.

Mathieu

É um bom jogador, Mathieu. Fez um bom jogo, no âmbito geral de ter jogado bem.

Fábio Coentrão

Regressou a uma casa que bem conhece e foi recebido com o carinho que se dedica aos filhos pródigos. A multidão em delírio presenteou-o com uma torrente de oferendas: soutiens, incenso, mirra, origamis, e até, numa das maiores manifestações de carinho que se pode mostrar a outro ser humano, um isqueiro! O espectáculo foi tão bonito que o próprio Coentrão não conteve a emoção e por duas ocasiões ajoelhou-se brevemente, sensibilizado, tentando dominar o pranto interior. Quanto ao jogo, ganhou mais lances do que perdeu, e acumulou alguns cortes decisivos, com o pé esquerdo, com a coxa e com outras partes extremamente legais da sua anatomia - anatomia essa, diga-se, em excelente estado clínico. O futebol português precisa de tranquilidade.

Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas

Numa opção táctica inesperada, pois toda a gente contava com a titularidade de William Carvalho, Jesus apostou na supresa e deixou que Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas se estreasse hoje jogos competitivos. Não foi um jogo fácil para Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas, que raramente se conseguiu impor no meio-campo, e no cômputo geral, pode dizer-se que Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas não fez uma exibição positiva. Resta saber se esta estreia menos feliz de Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas marcará o regresso de William Carvalho ao onze inicial, ou se, por outro lado, Solução Homeopática Diluída de Michael Thomas voltará a merecer mais uma oportunidade.

Battaglia

Uma primeira meia-hora intensa, muito envolvido na manobra ofensiva, usando a sua técnica de passe curto, mas certeiro, para iniciar várias combinações no meio-campo do Benfica. Com jogadores do Benfica. Alterou ligeiramente os seus princípios estratégicos na segunda parte, na medida em que conseguiu muitas vezes endossar a colegas de equipa as várias bolas que recuperou. Acabou por ser ele a cometer o penálti. Não recomendo a bebida Somersby, em termos de sabor.

Gelson Martins

Conseguiu por duas ou três vezes fugir à marcação de Grimaldo quando ensaiou diagonais para o meio ou quando foi desmarcado nas costas do lateral, mas (creio que com uma única excepção na segunda parte) não lhe ganhou um lance no 1 para 1. Essas raras incursões para o centro foram suficientes para inaugurar o marcador (aproveitando a sua estatura colossal e o seu internacionalmente reconhecido poderio no jogo aéreo) e para ter a segunda melhor oportunidade do jogo, ao minuto 42. Foi substituído, tal como o meu estado fisiológico, perto do fim.

Acuña

Um grande plano do seu rosto junto à linha lateral ao minuto 17 mostrou-o completamente transpirado. Outro grande plano do seu rosto junto à linha lateral ao minuto 39 mostrou-o completamente limpo desse testemunho fisiológico. O que aconteceu ao suor de Acuña nesses 22 minutos? O que é que nos andam a esconder? Que mais vai ser revelado por leaks de informação na internet? Fica a questão. De resto, mostrou uma belíssima sintonia com os adeptos leoninos presentes no estádio e em casa, artilhando proezas de tradução quase simultânea, convertendo bolas aparentemente controladas em suspiros, potenciais contra-ataques em insultos, e situações de superioridade numérica em cigarros acendidos na ponta de cigarros ainda acesos. Não há, por enquanto, razões para entrar em depressão, até porque, nos dias de hoje, nove milhões de euros não é uma quantia assim tão inflaccionada para pagar pelo que será (com bastante certeza) um futuro lateral-esquerdo.

Bruno Fernandes

Foi, por tão larga distância, o melhor jogador do Sporting esta noite, que a frase vai terminar assim, deixando importunada por adereços supérfluos a sua mensagem central, que é a Bruno Fernandes ter sido, por larga distância, o melhor jogador do Sporting esta noite.

Bas Dost

Muito útil a aliviar bolas altas da área na sequência de cantos do Benfica, foi também razoavelmente útil a disputar bolas altas na sequência de lançamentos laterais do Sporting. Continua, numa certa categoria de jogos nos quais se inclui o de hoje, a parecer uma aparição fantasmagórica que se materializou súbita e inesperadamente num mundo de protocolos alternativos e convenções indecifráveis, uma situação da qual a responsabilidade me parece apenas residualmente sua.

Bruno César

Entrou, sofreu duas faltas, cometeu uma, o que fazendo um rápido cálculo de cabeça (2-1=1) configura um resultado clara e triunfantemente positivo.

Bryan Ruiz

"Olha, vai entrar o Bryan Ruiz", disseram algumas vozes quando vislumbraram a sua figura junto à linha lateral. "O que raio é que se está a passar, em nome de Deus, Jesus e toda a porra de Santos que existem neste infernal buraco cósmico em que todos vivemos e morremos?", terão dito outra vozes. É desta multiplicidade polifónica que se faz uma comunidade de seres humanos.