Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

"Estes anos no Real Madrid e nesta cidade de Madrid foram possivelmente os mais felizes da minha vida": leia aqui na íntegra a carta de CR7

Numa longa carta, o jogador português agradeceu os nove anos que passou em Madrid e pede compreensão aos adeptos dos merengues. "Penso que chegou o momento de abrir uma nova etapa na minha vida", escreveu Cristiano Ronaldo na missiva publicada no site oficial do Real Madrid

Expresso

Ronaldo conquistou a Liga dos Campeões pela quinta vez

SERGEI SUPINSKY

Partilhar

Poucos minutos depois do Real Madrid anunciar no seu site oficial a saída de Cristiano Ronaldo, o clube espanhol publicou também a carta de despedida do jogador português aos merengues, aos adeptos e à cidade de Madrid.

Leia aqui na íntegra a carta de Cristiano Ronaldo:

Estes anos no Real Madrid e nesta cidade de Madrid foram possivelmente os mais felizes da minha vida

Só tenho sentimentos de enorme agradecimento para estes clube, para estes adeptos e para esta cidade. Só posso agradecer a todos eles o carinho e afeto que recebi.

No entanto, penso que chegou o momento de abrir uma nova etapa na minha vida e por isso pedi ao clube que aceite transferir-me. É o que sinto e peço a todos, e muito especialmente aos nossos adeptos, que por favor me compreendam.

Foram 9 anos absolutamente maravilhosos. Foram 9 anos únicos. Foram tempos emocionantes, repletos de consideração, embora também duros, porque o Real Madrid é um clube de altíssima exigência, mas sei bem que não poderei jamais esquecer que aqui desfrutei do futebol de uma maneira única.

Tive no campo e no balneário companheiros fabulosos, senti o calor de adeptos incríveis e juntos conquistámos três Ligas dos Campeões consecutivas e quatro Champions em cinco anos. E, mais, junto a eles tive a satisfação de a nível individual ter ganho quatro Bolas de Ouro e três Botas de Ouro. Tudo isto durante a minha etapa neste clube imenso e extraordinário.

O Real Madrid conquistou o meu coração e o da minha família e por isso, mais que nunca, quero dizer obrigada: obrigada ao clube, ao presidente, aos dirigentes, aos meus colegas, a todos os técnicos, médicos, fisioterapeutas e trabalhadores incríveis que fazem com que tudo funcione e que cuidam de cada detalhe de forma incansável.

Um agradecimento infinito mais uma vez aos nossos adeptos e obrigada também ao futebol espanhol. Durante estes nove apaixonantes anos tive de enfrentar grandíssimos jogadores. O meu respeito e o meu reconhecimento para todos eles.

Fiz uma grande reflexão e sei que chegou o momento de um novo ciclo. Vou-me embora, mas vou continuar a sentir esta camisola, este escudo e o Santiago Bernabéu como algo meu, esteja onde estiver.

Obrigada a todos e, claro, como disse naquela primeira vez no nosso estádio há nove anos: Hala Madrid!