Tribuna Expresso

Perfil

Seleção

Quatro novidades na primeira convocatória da seleção pós-Euro

Na primeira convocatória após o título europeu, Fernando Santos chama alguns jogadores novos e deixa de fora Cristiano Ronaldo, Ricardo Carvalho e Vieirinha

Mariana Cabral

Comentários

Fernando Santos a sonhar com o Mundial

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

Não houve surpresas à Lopetegui - que deixou Iker Casillas de fora da sua convocatória de estreia enquanto selecionador espanhol -, mas na primeira convocatória da seleção portuguesa pós-Euro, Fernando Santos surpreendeu com quatro nomes novos: João Cancelo, Luís Neto, Bernardo Silva e André Silva.

Pode dizer-se que as chamadas dos dois Silva já eram esperadas - Bernardo só não foi ao Europeu por lesão e André tem estado em grande forma no ataque do FC Porto - e Cancelo e Neto vão substituir dois ausentes: Vieirinha, que está lesionado, e Ricardo Carvalho, que está sem clube depois de ter abandonado o Mónaco.

"São jogadores que já faziam parte do lote de 30 que tínhamos antes do Europeu. A seleção nunca está fechada a nenhum jogador", explicou Fernando Santos, acrescentando que André Silva é uma aposta de futuro: "É um avançado mais clássico, um jogador mais de área, e vamos ver como corre o seu enquadramento e a sua evolução".

A outra ausência mais evidente é a do capitão Cristiano Ronaldo, que só agora está a começar a época no Real Madrid, depois da lesão no final do Europeu, pelo que não poderia ser incluído na dupla jornada da seleção.

Os 24 jogadores chamados por Fernando Santos jogam na quinta-feira (19h45, RTP1) um amigável com Gibraltar, no Bessa, antes de partirem para Basileia, onde vão disputar, no dia 6 de setembro, o primeiro jogo de apuramento para o Mundial 2018, contra a Suíça.

"Desejamos e queremos chegar ao Mundial o mais rápido possível, apesar de sabermos que este é um apuramento diferente do Europeu, porque só o primeiro classificado é diretamente apurado e nem todos os segundos classificados chegam ao play-off", explicou o selecionador nacional.

"Mas o nosso objetivo é estar na Rússia, portanto temos de ganhar o nosso grupo", ressalvou. "Não haverá presunção, haverá confiança. Seria um erro tremendo da nossa parte pensar que por seremos campeões da Europa temos um estatuto diferente".

Portugal está inserido no grupo B de apuramento para o Mundial, no qual, para além da Suíça, estão Andorra, Hungria, Letónia e Ilhas Faroé. "No nosso grupo estão duas equipas que estiveram no Euro e são adversários de peso", considerou Fernando Santos, referindo-se à Hungria e à Suíça, que o selecionador entende que, tal como as restantes equipas, terão "motivação extra" por defrontarem o campeão europeu.

O primeiro adversário de Portugal será a modesta seleção de Gibraltar, que nem consta ainda no ranking da FIFA. "Gibraltar não tem nada a ver com a Suíça, não vou estar a tapar o sol com a peneira. Mas pareceu-me importante ter um jogo para pôr os jogadores a competir, em que o adversário não tivesse um peso tão grande. Ponderei até a hipótese de não fazer um jogo, mas achei que a melhor opção seria esta", explicou o selecionador, referindo-se ao amigável que será disputado no Bessa.

Sobre a forma de jogar que a seleção assumirá após o Euro, Fernando Santos não tem dúvidas: o que interessa é continuar a ganhar. "A base não vai mudar. Queremos continuar fortes em termos de organização defensiva, privilegiar o ataque organizado e sermos fortes nas transições. Jogar bem pode ser bonito ou feio, mas não deixa de ser jogar bem​. Se um defesa fintar na área e perder a bola, em vez de mandar um pontapé para fora, isso para mim é mau", exemplificou.

Os convocados

Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon), Eduardo (Chelsea) e Rui Patrício (Sporting)

Defesas: Bruno Alves (Cagliari), Cédric (Southampton), Eliseu (Benfica), João Cancelo (Valência), José Fonte (Southampton), Luís Neto (Zenit), Pepe (Real Madrid) e Raphael Guerreiro (Dortmund)

Médios: Adrien (Sporting), André Gomes (Barcelona), Danilo Pereira (FC Porto), João Mário (Sporting), João Moutinho (Mónaco), Renato Sanches (Bayern de Munique) e William Carvalho (Sporting)

Avançados: André Silva (FC Porto), Bernardo Silva (Mónaco), Éder (Lille), Nani (Valência), Rafa Silva (SC Braga) e Ricardo Quaresma (Besiktas)