Tribuna Expresso

Perfil

Seleção

Fernando Santos: “Esteve muito complicado, mas reagimos bem ao golo da Letónia”

O treinador da Selecção Nacional não nega que o tenha faltado alguma intensidade à equipa portuguesa e avisa novamente que quando a equipa entra nos jogos a pensar que é fácil, depois tudo se complica

Expresso

MÁRIO CRUZ/LUSA

Partilhar

O treinador da Selecção Nacional, Fernando Santos, ficou satisfeito com o resultado do jogo deste domingo contra a Letónia, que venceu por 4-1, mas considerou que a exibição da equipa podia ter sido melhor.

"Complicámos o jogo, principalmente na primeira parte, faltou-nos alguma intensidade. A equipa esteve bem em termos de posse e circulou bem, mas sempre com pouca ou falta de objetividade. E a equipa da Letónia estava bem fechada, a fechar bem o cordão cenrtral e nós com algum tempo demais para virar o flanco do jogo e encontrar espaço do lado contrário e quando nos conseguimos encontrar, faltou-nos acelerar o jogo. Ficámos a dever a nós próprios termos acabado a primeira parte só com um golo, porque nos faltou variedade e intesidade em termos ofensivos", disse à RTP no final do jogo.

"Eu tinha avisado que quando entramos nos jogos a pensar que é fácil, depois complicam-se", alertou de novo.

Fernando Santos contou então que aproveitou o intervalo para "falar nisso aos jogadores" e a segunda parte já foi diferente.

"Na segunda parte entrámos melhor, a criar situações já com outra velocidade, acabámos por sofrer um golo, mas aí sim a equipa reagiu muito bem. Quase que a campainha tocou e a equipa foi igual a ela própria, naquilo que são as suas dinâmicas", disse, acrescentando que a entrada de Quaresma "funcionou bem".

Contas feitas, diz, "foi um resultado justo", mas "esteve muito complicado e felizmente apareceu logo o golo do William e as coisas entrararam nos eixos e até podiamos ter feito mais. Se tivessemos feito uma primeira parte com a intensidade com que fizémos a segunda".