Tribuna Expresso

Perfil

Seleção

Fernando Santos eleito Personalidade do Ano

Para a Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal, o selecionador nacional foi a figura que mais se destacou em 2016

Lusa

Comentários

FRANCISCO LEONG/AFP/Getty Images

Partilhar

A Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal (AIEP) atribuiu ao selecionador português de futebol, Fernando Santos, o prémio Personalidade do Ano - Martha de la Cal 2016. O anúncio da escolha de Fernando Santos, que conduziu Portugal à conquista do título europeu de futebol em 2016, ocorreu durante a Festa de Natal da imprensa estrangeira, que se realizou esta terça-feira, na Câmara Municipal de Lisboa.

A escolha é resultado de semanas de debates entre os jornalistas que, em Portugal, trabalham para órgãos de informação estrangeiros. O selecionador luso já reagiu ao galardão, tendo mostrado gratidão pelo reconhecimento por parte da imprensa internacional pelo seu trabalho.

Fernando Santos, nascido em 1954, representou como jogador clubes como o Benfica, Marítimo e Estoril-Praia, clube no qual se estreou, anos depois de se ter retirado do futebol, como treinador. Do Estoril rumou depois para o Estrela da Amadora, tendo ainda passagens em Portugal pelos três 'grandes', mas apenas no FC Porto se sagrou campeão.

Fernando Santos evidenciou-se ainda na Grécia, tendo treinado vários clubes naquele país e a própria seleção helénica, antes de voltar a Portugal para orientar a seleção lusa, a qual conduziu ao título europeu em França.

O prémio Personalidade do Ano constitui o reconhecimento da personalidade ou instituição portuguesa que mais se distinguiu ao dar a conhecer o nome de Portugal pelo mundo fora.

Instituído em 1990, quando a AIEP galardoou o guitarrista Carlos Paredes, o prémio já foi entregue a políticos, empresários, artistas, escritores, desportistas e instituições.

Nomes como Durão Barroso, António Guterres, Francisco Pinto Balsemão, Manoel de Oliveira, a fadista Mariza e Carlos do Carmo, o ator Joaquim de Oliveira e a desportista Fernanda Ribeiro, o escritor José Saramago, os Capitães de Abril, a Fundação Gulbenkian e a Fundação Champalimaud encontram-se entre os galardoados. Na última edição, em 2015, o vencedor foi o artista Alexandre Farto aka Vihls.

Fundada em 1978, a AIEP congrega cerca de 60 correspondentes estrangeiros que representam meios de comunicação de mais de 20 países.