Tribuna Expresso

Perfil

Seleção

O Natal chegou mais cedo para alguns – Bruno Varela e Nélson Oliveira convocados para a seleção

A 31 de agosto Portugal joga contra as Ilhas Faroé, no Estádio do Bessa, e a 3 de setembro estará na Hungria, para outro jogo de qualificação para o Mundial de 2018. Como tal, Fernando Santos anunciou esta quinta-feira os convocados para esses dois encontros e há regressos inesperados

Diogo Pombo

Mike Hewitt

Partilhar

A temporada acabou de começar, os campeonatos estão a arrancar, os jogadores tiram a ferrugem das pernas e, como é natural, ainda não estão na melhor forma das suas vidas. Mas é assim que terão que jogar a 31 de agosto e a 3 de setembro, contra as Ilhas Faroé e a Hungria, a contar para a qualificação rumo ao Mundial de 2018.

Tendo isto em mente, Fernando Santos teve de convocar 24 jogadores para lidarem com isso. E com o facto de a seleção não poder perder pontos até ao dia em que volte a defrontar a Suíça (10 de outubro), equipa que lidera o grupo, com mais três pontos, na derradeira jornada.

Nesse lote de jogadores couberam muitos que lá costuma estar e a maior parte é composta por caras habituais. Mas o seleccionador nacional também reservou algumas surpresas para esta convocatória - porque convocou Bruno Varela, guarda-redes do Benfica, Bruma, extremo do RB Leipzig, e, sobretudo, Nélson Oliveira, avançado do Norwich.

Os 24 convocados por Fernando Santos:

Guarda-redes: Rui Patrício (Sporting), Beto (Göztepe) e Bruno Varela (Benfica).

Defesas: Cédric Soares (Southampton), João Cancelo (Inter de Milão), Pepe (Besiktas), Bruno Alves (Glasgow Rangers), José Fonte (West Ham), Eliseu (Benfica) e Fábio Coentrão (Sporting),

Médios: William Carvalho (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), João Moutinho (AS Monaco), Adrien Silva (Sporting), André Gomes (Barcelona), João Mário (Inter de Milão) e Pizzi (Benfica),

Avançados: Bernardo Silva (Manchester City), Ricardo Quaresma (Besiktas), Gelson Martins (Sporting), Bruma (RB Leipzig), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), André Silva (AC Milan) e Nélson Oliveira (Norwich).

Além destes, também Fábio Coentrão está de volta. O lateral do Sporting não joga pela seleção desde outubro de 2015, quando Portugal garantiu o apuramento para o Euro 2016, em Braga, contra a Dinamarca. E o selecionador justicou a chamada assim:

“Não percebo a questão do Fábio, tem jogado os jogos todos. Dizer que tem estado em dificuldade é um pouco subjetivo. É claramente uma prova do que está a fazer. Já esteve aqui muito tempo connosco, é um jogador experiente.”

Assim como explicou a convocatória de Bruno Varela, guarda-redes do Benfica, aproveitando para abordar a ausência de Anthony Lopes, que também ficou de fora da Taça das Confederações:

“O Varela já bateu à porta há muito tempo, não é a primeira vez que é convocado. Esta porta não tem chave, é sempre a abrir, entra e sai. É perfeitamente normal ele estar aqui presente. O Anthony Lopes não está por opção pessoal”.

Faltou justificar a chamada de Nélson Oliveira, que joga no Norwich da segunda divisão inglesa e já marcou três golos em quatro jogos esta época. Porque nenhum jornalista que estava presente na conferência de imprensa lhe perguntou sobre as razões que levam ao regresso do avançado, que estava ausente da seleção desde novembro de 2015.

Partilhar