Tribuna Expresso

Perfil

Seleção

Rúben Dias, a surpresa na última convocatória da seleção antes do Mundial

Na derradeira convocatória antes de Fernando Santos anunciar, de vez, os 23 que levará ao Mundial da Rússia, o selecionador resolveu chamar Rúben Dias, Rolando e Rúben Neves para os jogos contra o Egito (23 de março) e a Holanda (26 de março)

Diogo Pombo

Rúben Dias, central do Benfica

Carlos Rodrigues

Partilhar

Na próxima semana a seleção nacional tem duas partidas agendadas, jogos importantes porque serão os últimos antes de Fernando Santos começar a matutar, a sério, sobre quem levará ao Mundial de 2018, no verão. E, esta quinta-feira, o selecionador anunciou os 25 jogadores que vai testar e há, como se esperava, surpresas.

Melhor, existem duas - Rúben Dias, o miúdo do Benfica que se estreia em convocatórias da seleção, e Rolando, que não se estreia, mas nunca tinha sido chamado por Fernando Santos. Ambos são defesas centrais, os dois são hipóteses para uma posição que tem um velho problema de falta de soluções.

Ou não, porque "velhos são os trapos", como disse Fernando Santos, puxando do exemplo de Ricardo Carvalho, presente no Europeu de 2016 com 38 anos, enquanto ia respondendo a perguntas sobre esta convocatória. "Há dois anos, a última convocatória antes do Campeonato da Europa estava muito mais próxima da lista final do que esta", garantiu.

O selecionador lembrou casos como Pepe e Danilo, de momento lesionados mas que, "em condições normais, farão parte de uma convocatória final". Depois, existe "uma série de jogadores que não estão nesta, mas estiveram presentes na convocatória de novembro", como Ronny Lopes, Ricardo Pereira ou Gonçalo Paciência. Será "entre essas duas listas" que estará a convocatória final para o Mundial, resumiu Fernando Santos.

O treinador da seleção nacional frisou, mais do que uma vez, que o grupo de jogadores que levará para a Rússia estará algures no meio entre esta convocatória e de novembro.

Os 25 convocados da seleção nacional para os jogos contra o Egito e a Holanda:

Guarda-redes: Rui Patrício (Sporting), Anthony Lopes (Lyon) e Beto (Goztepe).

Defesas: Cédric Soares (Southampton), João Cancelo (Inter de Milão), Bruno Alves (Glasgow Rangers), José Donte, Rolando (Marselha), Rúben Dias (Benfica), Fábio Coentrão (Sporting) e Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund).

Médios: William Carvalho (Sporting), Rúben Neves (Wolverhampton), João Moutinho (AS Monaco), Adrien Silva (Leicester City), Manuel Fernandes (Lokomotiv de Moscovo), André Gomes (Barceloa), João Mário (West Ham) e Bruno Fernandes (Sporting).

Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), André Silva (AC Milan), Ricardo Quaresma (Besiktas), Bernardo Silva (Manchester City), Gelson Martins (Sporting) e Gonçalo Guedes (Valência).