Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

Oito seleções já sabem que não vão ficar a ver o Mundial pela televisão

A caminhada rumo ao Mundial-2018 ainda prossegue, mas já há oito seleções qualificadas para a maior prova de futebol do mundo

Mariana Cabral

Um adepto sírio vê o Irão-Síria, que acabou 2-2

ABDULMONAM EASSA/GETTY

Partilhar

Num texto que tem como objetivo enumerar as seleções que já estão qualificadas para o Mundial-2018, começamos precisamente pelo oposto: uma seleção que não está apurada, que nunca se apurou e que, se formos justos, é provável que nem se consiga apurar.

Mas, depois de ver este vídeo de um comentador sírio a desatar a chorar quando percebe que a sua seleção conseguiu um lugar no play-off asiático de apuramento, ao empatar com o Irão (2-2) já nos descontos, é impossível não começar por aqui.

A Síria, 80ª classificada do ranking mundial, é obrigada a jogar os jogos em casa na Malásia, devido à guerra no país, e dificilmente almejaria mais do que uma presença honrosa no apuramento, uma vez que nunca esteve numa fase final da prova.

Mas, com o empate conseguido no Irão, terça-feira à noite - aliada à vitória sobre o Qatar na semana passada (3-1) -, os sírios garantiram o 3º lugar do grupo A, que foi conquistado pelo Irão de Carlos Queiroz, que já está qualificado para o Mundial, tal como a Coreia do Sul, que ficou em 2º lugar.

O feito sírio foi obviamente bem recebido pelo regime de Bashar al-Assad - que é defendido pelo selecionador Ayman Hakim - e a seleção há muito que ganhou contornos políticos, já que um dos melhores jogadores do país, o capitão Firas al-Khatib, tinha renunciado em 2012, prometendo nunca voltar enquanto civis fossem bombardeados.

Mas, em março, Firas al-Khatib voltou a ser convocado... e aceitou regressar. “Volto por uma decisão que tem a ver com o futebol, não com a política. A seleção é das pessoas, não só dos políticos, e quero ajudar o meu povo a ser feliz”, explicou o avançado de 34 anos, que nasceu em Homs, cidade destruída pela guerra.

Agora, a Síria irá defrontar o 3º classificado do outro grupo (B) do apuramento asiático (AFC), a Austrália, que ficou atrás do Japão e da Arábia Saudita - ambos já com presença garantida no Mundial russo. E, depois desse Síria-Austrália, o vencedor ainda terá de disputar outro play-off, desta feita frente ao 4º classificado do apuramento americano (quando ainda faltam dois jogos por disputar, o 4º é... os EUA).

Os festejos sírios

Os festejos sírios

ATTA KENARE

Na última jornada do apuramento asiático, os árabes ultrapassaram os australianos, ao vencerem o Japão (1-0), ficando assim com uma (decisiva) diferença de golos mais favorável (17-10 contra 16-11), já que ambos acabaram o grupo com 19 pontos.

A seleção árabe já não estava num Mundial desde 2006, naquela que será a sua quinta presença na competição. Bem mais experientes são os outros apurados, além dos já referidos previamente: Brasil (21 Mundiais), México (16), Bélgica (13) e, obviamente, Rússia (11).

No apuramento da América do Norte e Central (CONCACAF), liderado pelo já qualificado México, também a Costa Rica está muito perto de se apurar, já que leva seis pontos de vantagem (tem 15) sobre o 4º classificado, os EUA (apuram-se diretamente o 1º, o 2º e o 3º). Em 3º, com 10 pontos, está o Panamá, enquanto as Honduras seguem em 5º, também com 9 pontos, mais seis do que Trinidad e Tobago, que é o último do grupo.

Também na América, mas mais a sul (CONMEBOL), ainda há várias seleções a lutar pelo apuramento, num grupo que já foi conquistado pelo Brasil. Em 2º, 3º e 4º, lugares que dão acesso direto ao Mundial, estão Uruguai, Colômbia e Peru, respetivamente, com 27, 26 e 24 pontos. No 5º posto, que dá acesso ao play-off contra o apurado da zona da Oceânia - a Nova Zelândia -, está a Argentina, também com 24 pontos, seguida de perto pelo Chile, com 23, e pelo Paraguai, com 21.

Nos cinco grupos do apuramento africano (CAF), ainda não há seleções com presença garantida na Rússia (das 20, a que está mais perto disso é a Nigéria - e apenas o 1º de cada grupo se qualifica), mas já se sabe quem já não tem hipóteses de lá estar: a Argélia e os Camarões.

Na Europa (UEFA), as nove seleções que se qualificarão diretamente para o Mundial ainda não estão todas definidas - apenas a Bélgica e algumas quase, quase garantidas, como a Alemanha e a Inglaterra -, mas já estarão a 10 de outubro, depois de se disputarem as últimas jornadas - tal como os oito segundos classificados, que irão disputar o play-off que garante quatro vagas para os vencedores.

Portugal continua no 2º lugar do grupo B, com 21 pontos, atrás da Suíça, que tem 24, quando ainda faltam então duas jornadas por disputar. A 7 de outubro, Portugal vai a Andorra, enquanto a Suíça recebe a Hungria, e, na última e decisiva jornada, a 10 de outubro, Portugal recebe... a Suíça. Rumo ao Mundial.