Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

Piqué 'se queda' na seleção espanhola: “Se saísse estaria a dar razão aos que me assobiam”

O defesa catalão do Barcelona esclareceu, em conferência de imprensa, que pretende continuar a representar a seleção espanhola, mesmo que continuem a assobiá-lo

Partilhar

“Piqué, cabrão, fora da seleção!” Foi com este cântico que Gerard Piqué foi brindado na segunda-feira, quando chegou ao treino da seleção espanhola, em Las Rozas, Madrid.

As críticas ao defesa do Barcelona, que se tem manifestado publicamente a favor do referendo sobre a independência na Catalunha, têm sido recorrentes, mas Piqué não desarma da seleção espanhola - e fez questão de comparecer esta quarta-feira a ressalvá-lo, em conferência de imprensa.

"É impossível pôr em dúvida o meu compromisso. Estou nas seleções desde os 15 anos e considero-as uma família. É uma das grandes razões para permanecer aqui. O meu compromisso com a seleção nacional tem sido sempre máximo. Dói-me que duvidem disso", assegurou o defesa.

"Sinto-me muito orgulhoso de poder fazer parte de um grupo único de jogadores. A minha mensagem é esta: não duvidem do meu compromisso", acrescentou.

Questionado pelos jornalistas sobre a sua posição no referendo, Piqué não quis esclarecer a questão. "Essa é a pergunta que vale um milhão e obviamente não vou responder. Os jogadores são figuras globais e não pretendo colocar-me de um lado ou de outro. Perderia metade dos adeptos e nós estamos aqui para jogar futebol", explicou.

"Os meus filhos são colombianos, libaneses, catalães e espanhóis... Hoje em dia é tão fácil ir de um sítio para outro. A minha resposta é o menos importante. Neste momento há um problema muito grande. Ou se inicia um diálogo ou isto irá piorar e as consequências são imprevisíveis", disse, referindo-se aos confrontos registados no dia do referendo.

David Ramos

Piqué tem 30 anos e representa a seleção espanhola desde 2009 - já completou 91 jogos com 'la roja' (68 vitórias, nove empates e 14 derrotas). "Quero sair da seleção da melhor forma possível. Já são quase dez anos aqui, um terço da minha vida. Não quero sair pela porta dos fundos e sentir que tudo acabou mal. Quero continuar por todos os que me apoiam", garantiu.

"É verdade que pensei em sair, porque tens sempre de pensar em todas as opções, mas creio que o melhor é continuar. Se saísse agora estaria a dar razão aos que acham que o melhor é assobiar-me e não lhes vou dar esse prazer", acrescentou.

Questionado sobre a sua relação com o capitão Sergio Ramos, do Real Madrid, Piqué também esclareceu que não há qualquer problema entre ambos. "O que dizem sobre o Sergio é mentira. Temos uma relação fenomenal. Até vamos ser sócios num negócio que estou a montar", revelou.