Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

As cores da camisola da seleção espanhola: vermelho, amarelo e... azul ou roxo?

A polémica em torno da cor da camisola já forçou o cancelamento da apresentação do novo equipamento da seleção espanhola para o Mundial 2018

Expresso

PIERRE-PHILIPPE MARCOU/ Getty Imges

Partilhar

A questão é esta: a risca na camisola da seleção de Espanha é amarela, vermelha e azul ou amarela, vermelha e roxa? Esta dúvida quanto à terceira cor está a causar polémica, de tal forma que o lançamento do equipamento da equipa espanhola para o Mundial 2018 já foi cancelado.

O atual desenho das camisolas resume a coragem e a fúria da nossa seleção, com formas de diamante em vermelho, amarelo e azul, que representam as melhores qualidades desta equipa: velocidade, energia e o reconhecido estilo de jogo. O equipamento fica completo com os calções azul petróleo e meias pretas”, garantiu a Adidas, marca responsável pelo equipamento, em comunicado, ressalvando que o design “não tem qualquer conotação política”.

Agora que os novos equipamentos foram revelados, há quem chame a atenção para a combinação das três cores – vermelho, amarelo e roxo –, que formam a bandeira da Segunda República de Espanha (tal como a atual tinha três riscas, no entanto, a risca inferior era roxa). O período em causa não foi propriamente pacífico: a monarquia foi abolida, tendo sido adotado um Estado republicano, com a fuga da família real para o exilo e, mais tarde, desencadeou na Guerra Civil espanhola (entre 1936 e 1939) e terminou com a instauração de um regime nacionalista, liderado por Francisco Franco.

Esta semelhança nas cores, a fazer lembrar a bandeira de outros tempos, não caiu bem a alguns adeptos, sobretudo agora, quando Espanha atravessar um período de crise política após o em que o Governo Catalunha ter declarado unilateralmente a independência da região e Madrid a dissolver o Parlamento e a convocar novas eleições. Entretanto, o Tribunal Constitucional já considerou a declaração inconstitucional.

Neste país, há coisas mais importantes para falar do que a camisola. Às vezes perdemos um pouco o norte. A Adidas decidiu que jogamos com esta camisola e a mim o que me importa é quem veste a camisola”, disse Julen Lopetegui, selecionador de Espanha quando questionado sobre a polémica.

Já estava marcado há alguns dias a apresentação do novo equipamento à imprensa. No entanto, com a polémica, os planos foram alterados. Além do treino e da fotografia de grupo, só falaram aos jornalistas dois jogadores, tal como já é habitual habitual nas conferência de imprensa antes dos jogos. A estreia da seleção com a camisola da polémica está marcada pela sábado, onde os espanhóis vão defrontar a Costa Rica em Málaga.